Vinho, cultura, provérbios… frases com “graduação” (Parte V)

por Joaquim Pimpão

Permitam-me que faça um desvio, digamos “intelectual”, deixem-me dar um ar de erudita juntando vinho à poesia, a algumas frases redondas, a provérbios e a “bocas” bem metidas (ou bem bebidas), entre as muitas que recolhi para preparar esta apresentação.

Assim já na Bíblia se podia ler “O bom vinho alegre o coração dos homens.” As leituras, quer do Antigo, quer do Novo Testamento, são um alimento importante para os apreciadores e amantes do vinho. Vejamos 2 excertos do “Génesis”, primeiro livro da Biblia

“Que Deus lhe conceda
do céu o orvalho
e da terra a riqueza,
com muito cereal e muito vinho”Génesis (27:28) e mais a frente,

“Seus olhos serão mais escuros
que o vinho;
seus dentes, mais brancos que o leite”.Génesis (49:12)

Não é pois de estranhar que o vinho, a água, a mulher, a musa, a vida, a tristeza e a alegria  tenham sido sempre motivo para séria reflexão por parte dos homens… Porque “Se comer é uma necessidade do estomago, beber é uma necessidade da alma” palavras de Claude Tillier, escritor e jornalista francés. Por sua vez o escritor brasileiro Fernando Sabino escreveu “Cristo não consagrou a água, o leite ou a coca-cola, consagrou o pão e o vinho”.. neste contexto tão “religioso”, um pouco de “heresia”… através de um provérbio italiano – ainda bem que o autor é desconhecido -, que diz “Uma barrica de vinho produz mais milagres que uma igreja cheia de Santos”.

E como parece ser indiscutivel que, mesmo no vinho, “il faut toujours chercher la femme”, talvez por isso, seja de recordar outra frase de autor desconhecido que deixou escrito. “O vinho é a vingança masculina ao sapato da mulher. Cabe sempre mais uma garrafa na sua adega.”…enfim, com todo o merecido respeito para com as meninas e senhoras aqui presentes, mas é como diz o provérbio portugues “A quem tem mulher formosa, castelo na fronteira e vinha na carreira, nunca lhe falta canseira.”

Ler artigos anteriores:

Vinho – histórias e lendas contadas e degustadas à mesa (Parte I)

O Vinho “radica-se” em Portugal. Os primórdios (e evolução) do vinho em Portugal (Parte II)

A comercialização (exportação) do vinho português (Parte III)

O vinho e o pão… ou seja o vinho, a gastronomia e a cultura. (Parte IV)

Imagem de destaque: Unsplash

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade