Viktor Orbán: A nossa tarefa é criar os filhos como ‘Homo Christianus’

por LMn

Na inauguração, sábado, de uma nova escola secundária administrada pela Igreja Reformista em Budapeste, o primeiro-ministro Viktor Orbán disse, que as escolas são fundamentais para os valores em torno dos quais as crianças organizam as suas vidas, como se relacionam com a sua família, seu senso de húngaro e seu género .

“Não podemos evitar a questão… que valores devem guiar os nossos filhos e sua abordagem para com a sua família, sua nacionalidade e até mesmo o seu próprio género”, disse Orbán no evento realizado na nova Escola Primária e Secundária no 22º distrito de Budapeste.

Citando o conhecido padre da Igreja Reformista Endre Gyökössy, Orbán disse que a liberdade cristã foi “concedida a nós para … criar os filhos como Homo Christianus”, comprometidos com sua fé, família, nação e seus semelhantes.

Falando na missa comemorativa, o primeiro-ministro disse que o financiamento do Estado para escolas administradas por igrejas rendeu dividendos em termos de “educação e cultura de todos os húngaros, bem como cuidados com as famílias, os vulneráveis, os idosos, os pobres e os enfermos.

Além disso, a cooperação entre a igreja e o estado ajudou a “construir a nação e as comunidades húngaras além das fronteiras”, acrescentou.

Viktor Orbán afirmou que a geração atual tem três tarefas: salvar e renovar tudo o que os húngaros criaram no último milénio na Bacia dos Cárpatos; reconstruir igrejas centenárias, escolas e espaços comunitários e construção de novas igrejas e escolas na Hungria e além fronteiras.

A Igreja e o estado, acrescentou, são aliados na “construção de uma forte linha de defesa para preservar a próxima geração de cristãos e húngaros”.

A geração atual deve escolher cuidadosamente “o que passaremos para a próxima geração … para manter as tradições que nos ligam aos húngaros do milénio passado”, disse Orbán.

As escolas são um dos locais mais importantes para incutir uma identidade húngara em seus alunos, disse ele.

Orbán sublinhou que o 22º distrito de Budapeste foi o primeiro no país onde a Igreja Reformista abriu um jardim de infância. Então, a Igreja assumiu a escola primária e agora, “podemos agradecer por uma escola secundária”, disse. A última vez que uma escola secundária protestante foi inaugurada em Budapeste foi há 77 anos, acrescentou.

Fonte: MTI/Hungary Today

Crédito da foto: Foto Zoltán Máthé / MTI

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade