Vale a pena criar ovelhas, o borrego tem muita procura no mercado europeu

por LMn | MTI
image_pdfimage_print

Há falta de carne de borrego no mercado europeu e, de acordo com as previsões, será esse o caso nos próximos anos; haverá procura de borrego no próximo período, razão pela qual vale a pena tratar do assunto, disse o Secretário de Estado do Ministério da Agricultura (AM) responsável pela agricultura e desenvolvimento rural na entrega de uma exploração ovina em Uszód, condado de Bács-Kiskun, na quinta-feira.

Falando na sessão inaugural da exploração ovina de Mátyás Holló, Zsolt Feldman o agricultor de Uszód que ganhou o prémio de Criador de Ovinos do Ano 2013, acrescentou que o setor está agora a vender 90 por cento da sua produção no mercado de exportação, o que significa 550-600 mil cordeiros, e que “não somos novos atores neste mercado”.

O Secretário de Estado mencionou que o clima deste ano foi desastroso para a agricultura, especialmente para os pastores, devido à seca, razão pela qual é importante mostrar exemplos positivos.

Zsolt Feldman salientou que a inovação e o desenvolvimento tecnológico também fazem a diferença neste setor, e a renovação da fábrica de Uszód foi apoiada por uma subvenção governamental de 172,5 milhões de HUF do Programa de Desenvolvimento Rural.

O Secretário de Estado acrescentou que nos últimos dois anos, já foram concedidos 11 mil milhões de forints para a renovação de mais de 340 explorações ovinas.

Mátyás Holló tem mais de 1.000 ovelhas na sua quinta em Uszód, onde tem um rebanho de 800 ovelhas, 220 carneiros e 150 marrãs.

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade