‘Tanti auguri, ragazzi’. Itália sucede a Portugal e vence Euro’2020

por LMn | Lusa

Itália é campeã europeia pela segunda vez na história, voltando a festejar um Europeu 53 anos depois.

Na final, os italianos bateram Inglaterra (foi apenas a segunda final de um Euro decidida nos penáltis em toda a história) nas grandes penalidades, em pleno Wembley, após empate a um golo ter durado durante os 90 minutos e o prolongamento.

Em Wembley, a seleção de Gareth Southgate não poderia ter desejado melhor início e aos dois minutos de jogo já vencia. Cruzamento de Kieran Trippier encontrou Luke Shaw ao segundo poste, com o lateral-esquerdo do Manchester United a desferir remate de primeira para o fundo da baliza.

Daí em diante, o jogo pautou-se pelo equilíbrio e Itália só tomou conta do jogo a partir dos 55’, altura em que Roberto Mancini mexeu. Cinco minutos volvidos, após pontapé de canto, Leonardo Bonucci aproveitou uma defesa de Pickford para o poste para, à boca da baliza, empurrar para o 1-1.

Apesar da supremacia azzurri, o empate arrastou-se até às grandes penalidades, onde a equipa de Roberto Mancini foi mais feliz. Andrea Belotti e Jorginho falharam para os italianos, mas Jadon Sancho, Marcus Rashford (ambos haviam entrado só para baterem os penáltis) não fizeram melhor. O vilão acabou por ser Bukayo Saka, que permitiu a defesa a Donnarumma para Itália fazer a festa.

Fonte: abola.pt

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade