Sopa de peixe de Baja – um ativo imaterial da população ribeirinha danubiana

por Arnaldo Rivotti

A sopa de peixe de Baja é mais do que um prato. Faz parte do património cultural da Hungria e está intimamente relacionado com as tradições da população ribeirinha do Danúbio.

Como escreveu Bertalan Pusztai na coleção bilíngue de estudos dedicada ao festival de sopa de peixe de Baja: “Como uma verdadeira marca, é muito mais uma representação específica de um complexo de valor e perceção. Uma boa marca garante excelente qualidade sem qualquer teste. Dá uma qualidade a que estamos habituados. E mais, oferece valores com os quais nos identificamos e nos integramos”.

A sopa de peixe pode ser feita em comunidade; é húngara porque contém paprika, é natural porque precisa de peixe fresco; também é saudável. A sopa de peixe hoje em dia é consumida não só pelos pescadores, mas também por quase todos os habitantes da cidade de Baja, desde que foi incorporada à culinária doméstica na segunda metade do século XIX.

A sopa de peixe de Baja é uma tradição e património cultural que se transmitiu de geração em geração e é capaz de se adaptar à mudança de estilo de vida dos nossos dias. A sopa de peixe de Baja é um ativo imaterial que contribui para a coesão nacional e o fortalecimento das novas gerações.

A preservação do património cultural da sopa de peixe de Baja também pode ser um exemplo para outros lugares de como preservar a cultura e a identidade local no nosso mundo multicultural atual.

Como fazer?

Ingredientes:

  • 2,25 kg de carpa
  • 0,75 kg de outros peixes do rio
  • 3,5 litros de água
  • 3 cebolas grandes
  • 3 colheres de sopa de paprika vermelha
  • 3-4 pimentos cereja
  • sal

Tempo de preparação:

2 a 3 horas

Preparação:

Retire as partes indesejáveis, reserve as ovas, e corte o peixe em ferraduras. Salgue e deixe descansar por pelo menos uma hora. Descasque as cebolas. Depois de mainado, coloque o peixe e as cebolas numa panela grande – o caldeirão é o melhor e, claro, se a comida estiver a ser preparada numa fogueira – adicione a água. Quando já estiver fluindo, adicione a paprika deixe-o apurar por 15-20 minutos. É altura de adicionar os pimentos e as ovas. Sal a gosto, deixe cozinhar por mais 10-15 minutos, e retire do fogo. Serve-se tradicionalmente com massinhas caseiras!

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade