Quintas húngaras são cada vez mais populares

por LMn

Muitas pessoas estão a aperceber-se dos benefícios deste estilo de vida.

A quinta húngara (Tanya) é uma herança do campo húngaro que remonta a vários séculos, com uma história económica, de povoamento e social significativa, e é ainda o lar de muitas pessoas, especialmente na Grande Planície. Cerca de 300.000 pessoas vivem em zonas rurais na Hungria, das quais cerca de 200.000 são agricultores, tipicamente nos condados de Pest, Bács-Kiskun e Csongrád, informou o MTI.

– o número de explorações agrícolas aumentou, graças ao apoio público às zonas rurais.

József Viski, Secretário de Estado Adjunto do Ministério da Agricultura (AM), responsável pela implementação de programas de desenvolvimento rural, afirmou na televisão pública que todos os anos há um enorme interesse nos recursos do Programa de Desenvolvimento Rural, e este ano foi possível apresentar candidaturas durante mais tempo do que anteriormente.

Este ano, as pessoas que vivem em explorações agrícolas puderam candidatar-se a cerca de dois mil milhões de forints, e seiscentos e quarenta candidatos receberam o montante máximo de apoio, ou seja, três milhões de forints.

– disse o Secretário de Estado Adjunto.

MTVA/BIZOMÁNYOSI/OLÁH TIBOR

As explorações agrícolas estão adaptadas à nossa geografia natural; as gerações que aí vivem transmitem as nossas tradições agrícolas domésticas, os conhecimentos adquiridos e acumulados na agricultura, e preservam a nossa paisagem e as raças animais indígenas de geração em geração

– escreveu István Nagy, Ministro da Agricultura, no seu site de rede social no outro dia.

O objetivo do concurso para o desenvolvimento da agricultura é renovar a agricultura caseira, reduzir as desvantagens deste modo de vida e salvar e preservar os seus valores específicos.

“A ajuda pode ser utilizada, entre outras coisas, para a renovação de edifícios residenciais, o desenvolvimento e aquisição de maquinaria e equipamento de apoio à agricultura, o estabelecimento e expansão de gado e a construção de capacidade de processamento”, disse o ministro.

Original Aqui

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade