Quinta do Vallado: Num local mágico entre as vinhas e o rio, com uma maravilhosa vista para o Douro.

por Dina Cardoso

Localizada junto às vinhas que a Quinta do Vallado plantou no Douro Superior – em regime de agricultura biológica – é um local de grande beleza, onde se destaca o estado de conservação e a força da Natureza, o isolamento e o silêncio.

A Quinta do Vallado, construída em 1716, é uma das quintas mais antigas e famosas do Vale do Douro.

Situa-se nas margens do Rio Corgo, um afluente do Rio Douro, mesmo junto à sua foz, perto da localidade de Peso da Régua.

Pertenceu à família da lendária Dona Antónia Adelaide Ferreira, mantendo-se até hoje na posse dos seus descendentes.

Adquirida em 1818 por António Bernardo Ferreira (tio e sogro de Dona Antónia), a Quinta do Vallado teve, desde aí, como principal actividade, a produção de vinhos do Porto que, ao longo do tempo, seriam comercializados pela empresa familiar – a Casa Ferreira.

Esta situação manteve-se até 1987, data em que a Casa Ferreira foi vendida. Durante este período destacaram-se na gestão da Quinta do Vallado, Jorge Viterbo Ferreira e, depois, seu filho Jorge Cabral Ferreira, bisneto e trisneto de Dona Antónia Adelaide Ferreira, respectivamente.

As novas vinhas foram plantadas usando somente uma casta em cada parcela, rompendo com a tradição antiga de misturar diferentes castas na mesma parcela.

Hoje, a Quinta do Vallado tem 10 hectares de vinhas velhas plantadas entre as décadas de 1920 e 1950, nas quais se destacam a Vinha da Granja, 1929, e a Vinha da Coroa, 1958. Os restantes 55 hectares de vinha foram plantados mais recentemente na década de 1990.

Em Vila Nova de Foz Côa, a Quinta do Vallado adquiriu a Quinta do Orgal onde, a partir de 2009, foram plantados 35 hectares de vinha, na qual se pratica agricultura biológica.

Os actuais responsáveis da Quinta do Vallado são João Ferreira Álvares Ribeiro (CEO) e Francisco Ferreira (Administrador responsável pela Gestão Agrícola, Enologia e Produção), auxiliados por Francisco Olazábal (Enólogo), todos tetranetos de Dona Antónia Adelaide Ferreira.

Sob a sua direcção, foi construído, em 2009, um edifício moderno e singular destinado à nova adega e cave de barricas, aliando a mais avançada tecnologia com um projecto de arquitectura de grande qualidade, que o torna num dos locais mais visitados no Vale do Douro.

Também poderá gostar de