Preço do vinho húngaro em queda no mercado externo

por LMn
image_pdfimage_print

Segundo dados publicados pelo Instituto de Pesquisa Agrícola NAIK, da Hungria, os preços de venda no mercado interno de vinhos, pertencentes às categorias com Denominação de Origem Protegida (DOP) e Indicação Geográfica Protegida (IGP), evoluíram de formas distintas, registando-se um acréscimo no seu preço.

Já no mercado externo o preço do vinho registou uma quebra significativa.

Assim, os preços de venda dos vinhos produzidos e comercializados no mercado interno, com e sem IGP e DOP, aumentaram 9% em média nos primeiros sete meses deste ano, em comparação com o mesmo período ano passado.

Já no mercado das exportações, o preço dos vinhos caíu quase 6 por cento nos primeiros sete meses de 2020, comparativamente ao período homólogo do ano anterior.

No mercado nacional, e no tocante aos vinhos com denominação de origem protegida (DOP), o preço médio de venda nacional dos vinhos brancos Tokaj aumentou 7%, o que em valor corresponde a HUF 87,7 mil por hectolitro, entre janeiro e julho, enquanto o preço médio de venda de vinhos tintos e rosés na mesma categoria aumentou 3%.

No âmbito das exportações, os vinhos brancos IGP foram vendidos a um preço 11% inferior, sendo que, a queda nos vinhos tintos e rosés nesta categoria foi drástica, rondando os 15%, o que significa um valor de apenas 20,3 mil HUF (203) por hectolitro.

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade