1

PR guineense promete prisão a quem deitar lixo na via pública em Bissau

O Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, prometeu prisão a quem for apanhado a atirar lixo para a via pública em Bissau, que disse estar infestada de resíduos sólidos nas estradas.

Sissoco Embaló fez o anúncio no âmbito de uma visita que efetuou às obras na avenida Amílcar Cabral, na capital guineense, onde vão decorrer as festividades que marcam o 50.º aniversário da independência do país, no próximo dia 16 de novembro.

Acompanhado do novo presidente da Câmara Municipal de Bissau (CMB), Julio Nosolini, o chefe de Estado guineense afirmou que é inaceitável que o lixo seja deitado na via pública, depois de ouvir as explicações de Nosolini segundo as quais as pessoas têm adotado aquele comportamento ultimamente.

“A CMB tira o lixo durante a manhã e no mesmo dia, no período da noite, as pessoas voltam a colocar o lixo na via pública”, afirmou Nosolini, citando um esquema de negócio paralelo na recolha do lixo por parte de pessoas ou empresas fictícias.

O Presidente guineense deu orientações ao líder da CMB para que, doravante, confisque os meios utilizados por aquelas pessoas ou empresas e ainda anunciou que quem for apanhado no esquema será detido pelas forças da ordem.

“O que vamos fazer é mobilizar esforços para vigiar as artérias e ruas onde essas práticas acontecem”, disse.

“Qualquer empresa ou pessoa apanhada nesse negócio além de ir para cadeia será confiscado o seu equipamento”, anunciou Umaro Sissoco Embaló.

O presidente da Câmara indicou que Bissau produz diariamente 590 toneladas de lixo e que o município apenas consegue, “mesmo na máxima força”, transportar 320 toneladas.

No entanto, ao perceberem que a Câmara reforçou o transporte do lixo em Bissau, aquelas empresas fictícias ou pessoas “montaram o seu negócio paralelo” para retirar o lixo das casas e deitá-lo na via pública ao invés de depositá-lo no vazadouro público, disse Júlio Nosolini.

MB // MLL