Portugal já pode exportar maçãs para a África do Sul

por LMn | Lusa
image_pdfimage_print

Portugal concluiu a negociação dos requisitos fitossanitários para a exportação de maçãs para a África do Sul, ficando agora aberto este mercado, indicou a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).

“Informamos que foi concluída com sucesso a negociação dos requisitos fitossanitários para exportação de maçã para a África do Sul”, lê-se numa nota da DGAV.

Os produtores interessados em exportar para este mercado devem cumprir os manuais de procedimentos, com normas para as centrais de armazenagem e embalagem e unidades de produção.

Estes documentos estão disponíveis no ‘site’ da DGAV (www.dgav.pt) e determinam, por exemplo, que cada unidade de produção tem que garantir a rastreabilidade dos frutos, devendo ter, para isso, um caderno de campo para registar a “ocorrência dos estados fenológicos da cultura, as operações de culturas efetuadas, bem como as datas da sua realização”.

Para a presente campanha, o registo tem que ser efetuado, até 04 de maio, na plataforma GESFITO.

A DGAV é um serviço central da administração direta do Estado, com autonomia administrativa.

PE // CSJ

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade