Portugal está no TOP 5 dos maiores produtores de energias renováveis

por LMn

A aposta do nosso país nas energias renováveis é mais que evidente. Nos últimos anos têm-se até batido alguns recordes no que diz respeito à capacidade de produção. De acordo com dados recentes da Bloomberg NEF, 75% da nova capacidade de energia instalada já é renovável.

O TOP dos países que mais produzem energia eólica e solar é liderado pela Dinamarca. Segue-se a Irlanda, Uruguai, Portugal e Reino Unido.

As energias renováveis têm vindo a ser uma forte aposta por vários países onde se inclui Portugal.  Tendo em conta os números do ano passado, a produção de eletricidade através de energia fóssil (gás e carvão) tem alcançado mínimos históricos. Por outro lado, são instaladas cada vez mais centrais eólicas e solares nos últimos anos.

De acordo com dados recentes da Bloomberg NEF (New Energy Finance), só no ano passado 75% da nova capacidade de energia instalada a nível mundial foi proveniente de fontes verdes. Isto significa que apenas 25% derivou de energia fóssil.

A maioria das novas centrais instaladas (45%) foram de tecnologia fotovoltaica, em muito graças aos avanços tecnológicos que permitiram reduzir os custos de produção. O solar continua a caminhar a passos largos, sendo já a quarta maior fonte de energia a nível global. Porém, ainda atrás do carvão, do gás e da hídrico, revela o Jornal Económico.

Portugal destaca-se a nível mundial na energia solar e eólica

Portugal tem feito um enorme investimento na área das energias renováveis. Recentemente foi alcançado “um novo recorde do mundo” com o preço de 11,14 euros MW-hora (MW/h), na modalidade de preço fixo. De acordo com o ministério do Ambiente e da Ação Climática, a empresa Hanwha Q-Cells foi a “grande vencedora” deste segundo leilão solar. O leilão decorreu nos dias 24 e 25 de agosto, tanto em número de lotes (seis), como em capacidade adjudicada (total de 315 MW).

O valor obtido neste leilão foi de 11,14 euros por MWh, ultrapassando assim o recorde batido no ano passado, que foi de 14,76 euros por MWh. O preço praticado no Mibel (mercado ibérico da energia elétrica) nos últimos meses oscilou entre os 40 e os 45 euros por MWh.

Dinamarca é líder mundial na produção de energia a partir do sol e do vento (com 55% do total) e Portugal destaca-se no quarto lugar do “ranking” com 28%. Na segunda posição está a Irlanda (33%) seguido pelo Uruguai (32%). Na quinta posição está o Reino Unido (28%).

De acordo com o El Pais, as emissões de CO2 do setor energético caíram 1,5% no ano passado face à aposta nas energias renováveis. Com a redução das emissões de dióxido de carbono na União Europeia e nos Estados Unidos a mais do que compensarem o aumento sustentado na China.

Fonte: pplware.sapo.pt

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade