Portugal e Espanha preparam memorando para fortalecer cooperação cultural

por LMn | Lusa

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, disse hoje, em Lisboa, que está em curso a preparação de um “memorando de cooperação cultural” entre Portugal e Espanha, com o objetivo de fortalecer o trabalho conjunto nesta área.

“A ideia é ter um memorando de cooperação cultural com objetivos e projetos específicos”, indicou Graça Fonseca aos jornalistas, durante a abertura oficial da sétima Mostra Espanha, no Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), acrescentando que o próximo passo será realizar uma primeira reunião de trabalho para estabelecer esse documento.

Falando na presença do ministro da Cultura e do Desporto de Espanha, Miquel Iceta Llorens, a ministra da Cultura de Portugal indicou que já foi iniciado um trabalho para criar este memorando entre as embaixadas dos dois países, em diferentes áreas da cultura, como o audiovisual, os arquivos e os museus.

“A cooperação entre Portugal e Espanha tem sido, e continua a ser, uma prioridade da política cultural portuguesa”, salientou Graça Fonseca, acrescentando que o memorando deverá tornar-se “um acordo mais forte entre os dois países na área da cultura”.

A ministra indicou ainda que pretende também “aprofundar o que é a mostra de cultura portuguesa em Espanha”, que este ano decorre em 19.ª edição, e para o próximo ano, espera que seja o MNAA, a levar uma obra ao país vizinho, tal como o Museu do Prado exibe a partir de hoje a obra convidada “Infanta Isabel Clara Eugenia com Magdalena Ruiz”, de Alonso Sánchez Coello (1585-1588), no museu português.

Por seu turno, o ministro da Cultura de Espanha apontou os “pontos comuns e de separação” na História dos dois países, mas disse querer “colaborar mais e mais”, na área cultural.

“Para nós é um orgulho que, cada dois anos, exista uma Mostra Espanha que permita aproximar os portugueses da nossa cultura e da expressão da nossa arte. Somos dois países da União Europeia em que a cultura tem um peso muito importante. Tanto Portugal como Espanha têm um património cultural muito importante, e muitos episódios de História em comum, partilhamos da vocação atlântica, e torna-nos mais ricos quando trabalhamos juntos”, salientou Miquel Iceta Llorens.

O ministro da Cultura espanhol indicou ainda outras iniciativas que deverão unir as tutelas dos dois países num trabalho conjunto, nomeadamente a preparação do Centenário de José Saramago, “e muitas outras coisas”.

“Em Portugal está a fazer-se um trabalho excelente sobre o Estatuto do Artista, e quero pedir à ministra da Cultura alguns conselhos sobre as reformas que permitem aos criadores trabalhar com mais liberdade e capacidades. Portugal está adiantado [nesta questão] e por isso queremos aproveitar essa experiência”, disse o ministro aos jornalistas, depois da apresentação da obra convidada, proveniente do Museu do Prado, em Madrid.

Por seu turno, Graça Fonseca acolheu com agrado os elogios do ministro da Cultura de Espanha: “É com satisfação que ouvimos que outros países, como Espanha, estão interessados em partilhar do nosso trabalho [sobre o Estatuto do Artista]. É algo que temos vindo a trabalhar, no diálogo que temos feito através das nossas embaixadas, trabalhando durante a Presidência Portuguesa, em articulação com ministérios da Cultura, e é algo que também está no âmbito da política Europeia”, disse, sobre uma questão “com alguma duração e que está prestes a chegar à sua conclusão”.

Ambos os ministros disseram querer “mais Portugal em Espanha e mais Espanha em Portugal”.

Por seu lado, o diretor do MNAA, Joaquim Caetano, recordou que, depois de terem passado pelo museu, noutras edições da Mostra Espanha, obras de Goya, El Greco e Velasquez, é a vez de Alonso Sánchez Coello – artista que viveu alguns anos em território português -, com uma pintura de grandes dimensões que “mostra como poucas os destinos cruzados de Espanha e de Portugal, e com grande qualidade”.

Em sétima edição, a Mostra Espanha, festival bienal de cultura espanhola, – que este ano está presente em vinte cidades portuguesas – é um programa de atividades culturais promovido pelo Ministério da Cultura e Desporto do país vizinho, e tem como objetivo principal mostrar o dinamismo e a criatividade das indústrias culturais espanholas contemporâneas.

A programação, que teve início em setembro, inclui mais de uma centena de iniciativas nas áreas do cinema, teatro, música, dança, exposições e colóquios, prolongando-se até dezembro deste ano, e pode ser consultada em www.mostraespanha.org .

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade