Porque tocam os sinos das igrejas ao meio-dia (12 horas)?

por admin

Para celebrar a grande vitória do cristianismo sobre o islamismo em 1456 em Belgrado (Nándorfehérvár), então Reino da Hungria.

Tocar os sinos ao meio-dia, é pois, há mais de 570 anos, um motivo de festa e alegria para os cristãos e para o cristianismo.

Belgrado (Nándorfehérvár) estava cercado pelas tropas otomanas do Sultão Maomé II, o Conquistador, que 3 anos antes tinha tomado Constantinopla, conquista que mudou o rumo da história – o fim do Império Bizantino e a transição da Idade Média para a Idade Moderna.

Mas o apetite e ambição do “Sultão Conquistador” eram inesgotáveis, por isso continuou a “cavalgar” em direção à Europa, à Europa Central.

Foi travado e derrotado em Belgrado pelo exército húngaro, comandado por János Hunyadi (João Corvino), Capitão-mor e Regente do Reino da Hungria, conhecido como o “Törökverö” (Tomba-turcos) e por János Kapisztrán (João Capristani). János Hunyadi foi pai do Rei Mátyás (Matias) da Hungria.

Com a vitória decisiva para a Igreja Católica, para todo o mundo cristão, o Papa Calixto III, ordenou que todos os dias, quando os relógios apontassem as 12 horas, que todas as igrejas celebrassem a vitória do cristianismo sobre o islamismo.

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade