Péter Szijjártó : A Rússia deve ser tratada como uma realidade na região

por LMn | MTI

Os problemas entre o Oriente e o Ocidente devem ser resolvidos através do diálogo, uma “nova guerra fria” é contra os interesses da Hungria, disse o Ministro dos Negócios Estrangeiros Péter Szijjártó em Riga na terça-feira.

Falando antes de uma reunião dos Ministros dos Negócios Estrangeiros da OTAN, Szijjártó disse que a falta de diálogo e conflito sempre resultou em “situações perigosas para a Europa Central”. A Hungria sempre apoiou a abertura de novos canais de comunicação entre o Oriente e o Ocidente na União Europeia e na OTAN, afirmou.

A Rússia deve ser tratada como uma realidade na região. É importante que todos compreendam que a Europa, especialmente a Europa Central, tem de cooperar com Moscovo em determinadas questões”, disse ele, citando o fornecimento de energia como exemplo. A falta de cooperação no sector conduziria a “uma situação grave”.

Relativamente aos países que “vêem a Rússia como uma ameaça, por razões históricas ou geográficas”, Szijjártó observou que a Hungria contribuiu para a protecção do espaço aéreo dos Estados bálticos em duas missões da OTAN, e fá-lo-á novamente no próximo ano. A Hungria vê esses países como aliados, disse Szijjártó.

O diálogo “sensato e respeitoso” entre o Oriente e o Ocidente é “sempre melhor para nós, húngaros e europeus centrais”, disse o Ministro dos Negócios Estrangeiros Péter Szijjártó num vídeo publicado no Facebook na quarta-feira.

No seu vídeo gravado durante uma reunião dos Ministros dos Negócios Estrangeiros da OTAN na Letónia, Szijjjártó reafirmou:

“A Hungria não tem qualquer interesse numa nova Guerra Fria ou em engendrar um estado psicótico que faça lembrar uma Guerra Fria”. O Ministro dos Negócios Estrangeiros acrescentou que mesmo uma tal situação iria “prejudicar seriamente os nossos interesses de segurança nacional”.

A Hungria, acrescentou, apoiou todas as iniciativas da OTAN e da União Europeia destinadas a criar mais canais de comunicação “entre o Oriente e o Ocidente, entre a Rússia e a OTAN, e entre a Rússia e a UE”, disse. “Temos interesse em resolver os problemas através do diálogo, através dos canais diplomáticos”, acrescentou Szijjártó.

Fonte: MTI

Crédito da foto Zsolt Szigetváry/MTI https://hungarytoday.hu/szijjarto-russia-riga-nato-foreign-ministers/

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade