Pesquisa ELTE: os cachorros imitam espontaneamente os movimentos humanos

por LMn | MTI
image_pdfimage_print

Um estudo da Universidade ELTE, em Budapeste, sugere que os cães “imitam automaticamente” os movimentos dos humanos.

Esta imitação automática seria uma parte crucial do aprendizado social a respeito de humanos, diz a pesquisa, que também revela pistas sobre como este tipo de aprendizado evoluiu.

Os cientistas afirmam que o fenómeno – no qual a visão do movimento de outro corpo faz com que o observador se movimente da mesma forma – é evidente em muitos outros animais, tais como filhotes de gatos e de lobos.

O estudo, liderado pela cientista Claudia Fugazza, também sugere que a forma com que as pessoas interagem e brincam com seus cães enquanto eles crescem modela a habilidade do animal para a imitação.

No que diz respeito à hipótese dos dois fatores estarem por detrás das diferenças – propensão social inata (cães e lobos) e domesticação (cães e gatos) – os investigadores constataram que os resultados apoiam o papel de ambos os fatores.

“Embora tanto os cães como os gatos sejam espécies domesticadas que hoje vivem em estreito contacto com os humanos como animais de estimação da família, os cães foram domesticados há mais tempo (há 20.000 a 40.000 anos) e selecionados para cooperação com os humanos. A domesticação do gato, por outro lado, remonta apenas a cerca de 10 000 anos atrás. O seu papel era matar ratos e ratazanas, ou seja, caçavam independentemente no ambiente humano”, disse Márta Gácsi, co-autora do estudo.

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade