Pedras Salgadas: uma água que se tornou património nacional

por Dina Cardoso

Em Pedras Salgadas, as características ímpares das águas foram cedo descobertas pelos locais, que as utilizavam no alívio das maleitas que os afligiam no dia a dia. No séc. XIX, a água de Pedras Salgadas ultrapassa as fronteiras das suas fontes, atraindo, o interesse de todos aqueles que sofriam dos males do aparelho digestivo.

O valor salutar desta água é premiado em 1873 na Exposição Internacional de Viena de Áustria, o que dá um grande impulso à construção de um Balneário Termal. No ano de 1875 formou-se uma companhia para a exploração das águas, com origem numa proposta de um médico de Vila Real, o Sr. Dr. Henrique Manuel Ferreira Botelho. Em 1879, seis anos após o primeiro grande reconhecimento, as Termas de Pedras Salgadas abrem ao público, recebendo sucessivamente as mais célebres personalidades portuguesas da época.

Novas nascentes são descobertas, em 1884, de sudoeste para nordeste, Rio, Gruta, José Júlio Rodrigues, Férrea, Nova, Saraiva e Botelho, Penedo e Preciosa.

O ano de 1884 é ainda marcado pela visita real de D. Fernando às Pedras Salgadas. Em homenagem ao rei consorte a nascente do rio passa a denominar-se D. Fernando.

O conforto dos complexos turísticos e a confirmação das benesses das águas de Pedras Salgadas levaram à construção de três hotéis dentro do parque: o Hotel Avelames, o Grande Hotel e o Hotel do Norte.

Em 1906, o rei D. Carlos instalou-se em Pedras Salgadas para tratamento de águas. No ano seguinte, a zona conhece o verdadeiro impulso para a sua divulgação com a chegada da linha de caminho de ferro do Corgo a Pedras Salgadas.

O Casino das Termas inaugura-se em 1910 com, salão de festa e encontro, onde embora ilegal o jogo era prática comum.
Na época, discutia-se a concessão do “Jogo de Azar” em estações balneares na Câmara dos Deputados republicana. Nunca veio a ser aprovada por pruridos e querelas morais republicanas.

Durante décadas as termas de Pedras Salgadas foram local de visita de milhares de pessoas.

A partir da década de 1990, a sua história é semelhante aos outros grupos de nascentes explorados por esta empresa, sendo transaccionada entre os grupos Sousa Cintra, Jerónimo Martins e finalmente Unicer (em 2002).

É em 2009 que renasce o Spa Termal de Pedras Salgadas, um exemplar clássico da arquitectura portuguesa, agora modernizado pela mestria de Siza Vieira.

A implementação das primeiras Eco Houses, cuja autoria esteve a cargo do Arq. Luís Rebelo de Andrade, confere ao Parque de Pedras Salgadas a inovação e modernidade, reflexo da evolução arquitectónica própria da era atual.

Surge assim, em 2012, um novo conjunto turístico de 4 estrelas, de seu nome “Pedras Salgadas spa & nature park”.

 

Fonte: https://www.pedrassalgadaspark.com/

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade