Parta à descoberta do maravilhoso mundo das Chitas e da Loiça Azul de Alcobaça

por Dina Cardoso

Sabia que a chita chega a Portugal no século XV, pela mão dos navegadores portugueses que navegavam para oriente e, de regresso, traziam tecidos com padrões exóticos que faziam as delícias das damas da corte? É verdade!

Mas é só no século XVI que este pano de algodão, com padrões muito coloridos – desenhos de aves exóticas e frutos tropicais, animais, flores, cornucópias – surge documentado como Pano de Alcobaça. De oferta variada, a Chita de Alcobaça tem vindo a reforçar a sua identidade ao longo dos séculos.

Também na mesma região, a história da Loiça Azul de Alcobaça está relacionada com as grandes jazidas de barro existentes na região, bem como pela presença dos monges cistercienses do Mosteiro de Santa Maria da Vitória que, a partir do século XII, marcaram a arte de trabalhar o barro. Com os seus tons amarelo, verde, violeta e encarnado sobre um fundo predominante azul, esta loiça inclui desde peças ornamentais a objetos mais utilitários.

A loiça azul de Alcobaça tem sido objeto de estudo ao longo da História. Ao longo do tempo, a cerâmica tem conseguido modernizar-se, aliando a tradição à inovação no design.

Fonte: Turismo do Centro

 

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade