O “paraíso dos bolos de chaminé” no centro de Budapeste

por LMn
image_pdfimage_print

Embora os bolos de chaminé, (em húngaro kürtőskalács), sejam um “must” indispensável dos verões, festivais, feiras e passeios no jardim zoológico, não há muitos locais na cidade onde se possa comer esta iguaria estaladiça todos os dias do ano. A confeitaria Édes Mackó Kürtőskalács Cukrászda é brilhante, nem que seja porque, para além dos sabores clássicos, encontrará bolos polvilhados com pistácios e framboesas secas, recheados de natas.

Se lhe apetecer um bolo de chaminé doce, pode conseguir um relativamente rápido numa das estações do metro, mas vale a pena saltar para o metro e caminhar até aos Banhos Széchenyi, onde encontrará o que sempre quis mas não o sabia necessariamente – o verdadeiro paraíso dos bolos de chaminé.

Se já se fartou das variantes mais tradicionais (1.800 HUF – 5 euros), então está na altura das iguarias! O “kürtősbon” (2.400-2.800 Ft – 6-8 euros), por exemplo, é uma versão recheada do bolo chaminé, em que a massa é recheada com pistácios, chocolate, pêssego ou compota de ameixa, e depois é cozida. Cada um pode decidir por si qual o sabor que prefere.

Na Confeitaria Édes Mackó Kürtőskalács Cukrászda, o único limite para as criações é a imaginação e o tamanho da carteira de cada um, mas eles certificam-se sempre de que mantêm a tradição, mesmo que adicionem um pequeno toque moderno.

Fonte: welovebudapest.com, Imagem em destaque: Édes Mackó Kürtőskalács Cukrászda

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade