O governo húngaro não tem planos de mudar as leis de aborto

por LMn

O governo da Hungria não tem planos de mudar as leis de aborto do país, disse Katalin Novák, ministra de Assuntos Familiares. “Isso não está na ordem do dia”, disse Novák, acrescentando que acreditava no “triunfo do bom senso” em vez de mudar as regras.

Graças aos avanços da tecnologia, a ciência hoje sabe muito mais sobre a vida do feto dentro do útero, disse Novák durante uma discussão transmitida ao vivo no Facebook na noite de segunda-feira, acrescentando que ela acreditava que isso acabaria resultando em “maior respeito pela vida dentro do útero ”.

Questionada sobre as maneiras pelas quais as mulheres que estão considerando o aborto podem ser convencidas a manter seus filhos, a ministra disse que organizações administradas por igrejas e fundações estão disponíveis para ajudar gestantes com problemas, enquanto membros dos serviços de proteção à família também estão preparados para ajudar as mulheres a tomarem suas decisões.

“Talvez seja em parte graças a isso que o número de abortos [na Hungria] caiu 30% nos últimos dez anos”, disse ela. Novák acrescentou, ao mesmo tempo, que há mais trabalho a ser feito no que diz respeito a aumentar a conscientização e o acesso às diferentes formas de assistência às mães.

O declínio da população da Hungria desacelerou nos primeiros nove meses do ano, pois o número de nascimentos aumentou 3,7% e o número de mortes diminuiu 3,9% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Fonte: MTI

Imagem: Unsplash

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade