O desespero dos guias turísticos húngaros

por LMn

Em declarações à InfoRádio, Éva Caeser, Presidente da Associação dos Guias Turísticos da Hungria, falou da situação desesperada em que vivem desde março os cerca de 5 mil guias turísticos do país.

Conforme referiu, a situação do turismo na Hungria, está a passar por um processo sem precedentes, sobretudo no tocante às viagens de e para o estrangeiro, se bem que as pessoas continuem a viajar, mas duma forma muito mais prudente e cautelosa. Esta situação reflete-se sobremaneira na atividade dos guias turísticos, que tem estado praticamente paralizada, uma vez que não têm ocorrido viagens de grupos.

A Presidente da Associação de Guias Turísticos, referiu ainda que, desde meados de março, os guias turísticos estão praticamente sem trabalho, tanto no estrangeiro, como na Hungria, pois só muito raramente lhes são solicitados serviços.

Para além disso, Éva Caeser, manifestou a sua preocupação pela exiguidade de apoios ao setor, se bem que estão disponíveis algumas linhas financeiras, às quais se podem candidatar os guias com carteira profissional emitida no interior do país.

Refere ainda, que o processo de candidatura aos apoios tem sido dificultado, uma vez que a maior parte dos guias, não consegue responder aos critérios de elegibilidade exigidos, por não estarem a laborar e consequentemente não se encontrarem sequer em condições de poder regularizar as suas obrigações fiscais.

Imagem da capa: Getty Images

Fonte: Portfolio.hu

 

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade