O consumo de café na Hungria é cada vez mais experimental do que funcional

por LMn | MTI

Apenas um em cada quatro húngaros muda os seus hábitos de beber café durante a quadra natalícia.

A maioria dos húngaros bebe a mesma quantidade de café durante o Natal, enquanto 16% dos inquiridos bebe mais café durante as férias e 7% menos, de acordo com uma pesquisa conjunta da Costa Coffee e da GKI Digital sobre os hábitos de consumo de café no final do ano.

Os resultados confirmam o que os especialistas em café têm vindo a dizer há anos: o consumo de café dos húngaros está a passar de um consumo funcional para cada vez mais café experimental.

Ao mesmo tempo, a quantidade de café consumida permanece a mesma, com 77% deles a dizer que não se desviam dos seus hábitos regulares de consumo de café durante as férias.

Para 4 em cada 10 inquiridos, o café fazia parte do menu de Natal como acontece em todas as refeições – 10% dos inquiridos ainda servia café após o jantar de Natal no dia 24. Além disso, um em cada dez inquiridos fez do café uma prioridade – ou preparando cafés especiais ou oferecendo café para acompanhar a sobremesa para a família e convidados nos dias de hoje.

A maioria dos inquiridos, sete em cada dez, bebe a mesma marca e a mesma preparação durante as férias como nos dias de semana, enquanto um em cada três inquiridos escolhe um café especial para as férias: 11% preparam cafés especiais, 10% cafés aromatizados e 7% escolhem um café de qualidade superior.

As mulheres são mais propensas do que os homens a comprar cafés especiais e bebidas aromatizadas de café, e a investigação mostra que as mulheres são mais propensas a fazê-los e a consumi-los durante este período.

Segundo estatísticas internacionais, os finlandeses são os maiores consumidores de café, consumindo uma média de 12 quilos por pessoa por ano, enquanto os húngaros ocupam o 56º lugar com 3,1 quilos.

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade