Novo tipo de cirurgia de correção auditiva realizada na Universidade de Szeged

por LMn | MTI

Pela primeira vez na Hungria, foi realizado um implante auditivo baseado na transmissão de sinal piezoelétrico num adulto e numa criança na Universidade de Szeged (SZTE), conforme notícia veiculada pela MTI.

De acordo com a declaração da Universidade, as duas primeiras cirurgias de implantação auditiva Cochlear OSIA2 foram realizadas na quarta-feira em cooperação entre o SZTE e o Instituto Nacional de Pediatria Heim Pál, num paciente adulto e numa criança.

A perda de audição de alta frequência é uma epidemia mundial e muitas soluções têm sido desenvolvidas para a melhorar. Com os avanços científicos, têm sido alcançados resultados auditivos cada vez mais eficazes e melhorados. Este novo método vai um passo além e proporciona um som mais preciso e claro do que nunca.

O sistema Cochlear OSIA2 é um implante ativo, com osso no ouvido que transmite sinais sonoros através do osso craniano para o ouvido interno por meio de estimulação digital baseada na transmissão de sinais piezoeléctricos. O processador de captação e transdutor de som está localizado na lateral do crânio, nivelado com a cabeça, e está ligado à unidade implantada utilizando tecnologia única de transmissão piezoeléctrica. A análise sonora e o rastreio de frequência está muito próxima da audição normal, levando os deficientes auditivos praticamente à mesma audição que os não assistidos.

As duas instituições têm uma relação estreita de longa data e consultam em conjunto uma série de pacientes, não só em otorrinolaringologia, mas também em respirologia e laringologia. Atualmente, há também várias crianças doentes que são tratadas em parte em Budapeste e em parte em Szeged.

Durante os últimos anos, sob a direção do Professor László Rovó, o Departamento de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da SZTE sofreu um grande desenvolvimento, tendo sido construído um bloco operatório híbrido de classe mundial.

Com as duas cirurgias recentemente concluídas, realizadas pelo Professor Gábor Katona e Zsuzsanna Csákányi do Departamento de Otorrinolaringologia do Instituto Nacional de Pediatria Heim Pál, SZTE e seus colegas, iniciou-se na Hungria a introdução de um novo dispositivo de classe mundial para o tratamento da perda auditiva neurossensorial. A próxima ´cirurgia está programada para setembro.

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade