SMOG-1. Novo satélite húngaro apresentado no Instituto de Investigação de Roma

por LMn

Um novo satélite húngaro desenvolvido pela Universidade de Tecnologia e Economia de Budapeste com financiamento do Ministério do Comércio Externo e Negócios Estrangeiros foi concluído e apresentado em um instituto de pesquisa da Agência Espacial Italiana (ASI) em Roma, disse o embaixador húngaro em Roma, na passada sexta-feira.

O satélite húngaro denominado SMOG-1 será carregado na instalação de lançamento do satélite Unisat-7 desenvolvido na Itália, disse o embaixador.

A principal missão do novo satélite é medir a poluição eletromagnética e também medir os efeitos eletrónicos das partículas provenientes do sol e deve ser colocado em órbita em novembro, juntamente com um satélite sul-coreano CAS500-1, com a ajuda de um foguete  porta-aviões Soyuz-2 de Baikonur, e será posicionado a 500 km da Terra.

A universidade de Budapeste já desenvolveu vários satélites semelhantes e, assim que o SMOG-1 estiver em órbita à volta da Terra, haverá três satélites húngaros operando no espaço, acrescentou o embaixador da Hungria em Itália.

Ilustração da foto em destaque via Facebook

Fonte: Hungary Today

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade