Virologista Ferenc Jakab: Na Hungria a epidemia cresce em ritmo excecionalmente elevado em comparação com a Europa

por LMn

A disseminação do novo coronavírus é excecionalmente galopante na Hungria em comparação com a maioria dos outros países europeus, disse o virologista Ferenc Jakab numa conferência da Universidade de Pécs (PTE) da Hungria. O chefe do grupo de trabalho do coronavírus da Hungria e um dos conselheiros do PM Orbán também alertou que o número de casos e a taxa de mortalidade aumentarão muito no país dentro de semanas.

Ninguém deve ser enganado pelo fato de que a epidemia de coronavírus agora está  a espalhar-se principalmente entre os jovens, porque isso não significa que os idosos estão seguros. Com base em observações epidemiológicas, o aumento no número de infeções é seguido por um aumento no número de mortes em 5-7 semanas, acrescentou F. Jakab.

O número de pessoas com ventiladores está a crescer cada dia, e 80% das pessoas que precisam de ventiladores devido ao Covid-19 não sobrevivem, disse ele.

“Estamos a analisar as estatísticas da Hungria com matemáticos e epidemiologistas”, disse Ferenc Jakab.

Entre os países europeus, a propagação do vírus é a segunda mais rápida na Hungria, atrás da França, mas à frente da Espanha e muito à frente da Itália, onde o surto atingiu um nível enorme na primavera, disse o virologista.

“Nada de positivo é expetável para as próximas semanas”, disse Jakab.

Esta pandemia só pode ser travada com uma vacina, medidas restritivas só podem retardar a propagação do vírus, concluiu.

MTI

Foto: Hungary Today

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade