Morreu Alfredo Quintana, guarda-redes do FC Porto e da seleção portuguesa

por LMn | Lusa

O andebolista internacional português Alfredo Quintana, guarda-redes do FC Porto, morreu hoje, aos 32 anos, em consequência de uma paragem cardiorrespiratória sofrida na segunda-feira, durante um treino, informou o clube portuense.

“O Hospital de São João comunicou ao FC Porto que Alfredo Quintana faleceu às 12:00 de hoje. O guarda-redes luso-cubano da equipa de andebol, de 32 anos, tinha sido internado na segunda-feira depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória, quando se preparava para iniciar um treino no Dragão Arena”, lê-se no comunicado do FC Porto.

Quintana foi assistido no local do treino com o apoio de uma viatura do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e, posteriormente, transportado para o Hospital de São João, no Porto, onde ficou internado na unidade de cuidados intensivos, depois de ter sido estabilizado.

O jogador, natural de Havana, que adquiriu nacionalidade portuguesa se tornou internacional pela seleção nacional de andebol em 2014, permanecia desde segunda-feira naquela unidade hospitalar, em situação clínica estável, mas com prognóstico muito reservado.

“Contando com diversos reconhecimentos individuais no palmarés, Quintana distinguia-se também pelas qualidades humanas, com destaque para a alegria com que contagiava todos os que acompanhavam o seu percurso. A perda tão dura e inesperada do Homem, mais ainda do que a do atleta, deixa enlutado o FC Porto, que transmite as mais sentidas condolências aos amigos e à família do Alfredo Quintana”, conclui o comunicado do clube.

RPC/AJO // RPC

Lusa/Fim

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade