Monte da Ravasqueira: Enoturismo (Alentejo – Portugal)

por Dina Cardoso

O Monte da Ravasqueira é um Alentejo diferente, que surpreende desde a paisagem aos vinhos!

Quem visita o Monte da Ravasqueira esperando encontrar aquela romântica paisagem tipicamente alentejana, de vastos campos dourados salpicados de sobreiros, vai ter uma surpresa – e das boas!

A quinta fica em Arraiolos, junto à serra, onde as vinhas plantadas a uma altitude de 270 metros do vento e da neblina matinal.

Aqui, os vinhos nascem num vale protegido pela floresta e por duas barragens, com uma atmosfera húmida e por vezes muito quente. Daí produzirem vinhos tão frescos e aromáticos.

Mas, se sentimos bem as essências vegetais e minerais no Monte da Ravasqueira, também pairam no ar as notas quentes e intensas do cabedal e do pêlo de cavalo.

Isto porque, ainda antes de o vinho surgir, já a atrelagem era uma tradição familiar. Aliás, uma das atrações deste enoturismo é a sua impressionante colecção privada de atrelados – uma das maiores da Europa, com 37 exemplares originais!

Esta coleção, que é hoje um museu, foi iniciada em 1943 pelo primeiro proprietário do Monte da Ravasqueira, José de Mello.

José de Mello é o avô da geração que está hoje à frente desta propriedade de três mil hectares, 45 de vinha, e cujo primeiro vinho se deu a conhecer no ano 2000.

São cerca de 20, as referências produzidas no Monte da Ravasqueira, e em todas elas está bem presente a mineralidade e frescura que se respira nas vinhas.

Foi na loja que pude provar cinco destas referências, em que a marca MR Premium (tinto e rosé) se destacou pela sua elegância e o seu carácter. É um Alentejo diferente, este. E com um significado especial para a família Mello, que homenageia o avô José, desenhado nos rótulos a conduzir um dos seus atrelados.

 

Também o tinto Vinha das Romãs se destacou. Não só nesta minha visita mas a nível nacional! Tem sido um vinho muito apreciado e premiado no país. Quando o provei percebi porquê…..  feito a partir das castas Syrah e Touriga Franca, este vinho tem uma intensa cor rubi e sabor a fruta madura com especiarias. É o género de vinho que cresce no copo e nos enche a alma!

Na sala de refeições de decoração tradicional alentejana, a lareira e a comida da D. Olinda fazem-nos saber que somos muito bem-vindos!

Naquela que é a antiga sala de convívio dos ranchos do Monte da Ravasqueira, junta-se hoje a sabedoria gastronómica alentejana aos excelentes vinhos da casa.

Além das atividade na altura da vindima, o Monte da Ravasqueira organiza outras atividades como almoços na vinha, provas e eventos nas suas salas de reuniões.

Não se esqueçam de incluir o Monte da Ravasqueira no vosso roteiro pelo Alentejo. Não é por acaso que venceu os prémios de enoturismo que venceu!

 

Fonte: https://www.entrevinhas.com/

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade