Melhoram as perspetivas das empresas alemãs na Hungria

por admin

As avaliações e perspetivas de empresas de propriedade alemã na Hungria mostram melhorias, de acordo com o recente indicador de sentimento da Câmara de Indústria e Comércio Alemã-Hungria (DUIHK), conforme notícia avançada pela MTI.

“As perspetivas das empresas alemãs melhoraram em grande medida este ano, e o seu opimismo está no auge”, disse o Ministro das Finanças Mihály Varga num fórum que apresentou os resultados do inquérito na sexta-feira.

Mais empresas apresentaram uma avaliação positiva da sua própria situação empresarial, e mais planos para fazer investimentos e aumentar o número de efetivos, acrescentou.

Os executivos das empresas e o governo concordam que os custos laborais, um aperto de mão-de-obra e preços mais elevados das matérias-primas são os maiores riscos económicos atuais, disse Varga.

O presidente da DUIHK, András Sávos, disse que o inquérito mostra que a propensão para fazer investimentos e novas contratações é de três anos. Os membros da Câmara “basicamente já passaram” o abrandamento causado pela pandemia e atingiram níveis de produção pré-crise, acrescentou.

Ele disse que as interrupções da cadeia de abastecimento representam um “desafio a médio prazo”.

Sávos disse que o rápido crescimento dos salários está a pressionar as empresas, acrescentando que uma redução dos impostos sobre o trabalho deveria ser o foco do próximo acordo a longo prazo sobre salários.

O diretor de comunicações da DUIHK, Dirk Wölfer, disse que o inquérito mostra que uma em cada duas empresas enfrenta interrupções da cadeia de fornecimento, enquanto que a relação é de três quartos para as empresas do sector industrial.

Cerca de metade das empresas espera uma melhoria nos seus próprios negócios, enquanto apenas 10% vêm as coisas piorarem no próximo ano.

Cerca de 40% das empresas vêm a economia húngara melhorar, enquanto que uma em cada oito empresas espera um abrandamento.

Mais de 40% das empresas planeiam fazer novas contratações e gastar mais no CAPEX.

O inquérito DUIHK foi realizado entre 23 de setembro e 13 de outubro.

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade