Marcelo Pap, Treinador português na Hungria antevê triunfo das quinas

por LMn

Marcelo Pap, da UDSE, atribui claro favoritismo a Portugal para o encontro da estreia do campeão europeu no Euro 2020.

Marcelo Pap, treinador português que trabalha em Budapeste, prenuncia um triunfo das quinas frente à Hungria, no jogo de estreia no Euro 2020.

“Há grande diferença de valor entre as equipas. Portugal é um claro favorito. É verdade que o histórico indica que tem havido algum azar nos primeiros jogos destas competições, mas Portugal é mais forte, é favorito e acho que vai ganhar”, prevê o treinador, em entrevista a Bola Branca.

Numa análise à seleção da Hungria, Marcelo Pap considera que o treinador Marco Rossi, mesmo privado da principal figura da equipa, Dominik Szoboszlai, devido a lesão, não irá surpreender e que se apresentará com uma linha de cinco, como nos últimos jogos.

“Pode ser uma dificuldade para Portugal, mas a questão é o primeiro golo. Não sei se a Hungria está preparada psicologicamente para a pressão que pode acontecer depois de sofrer um primeiro golo. Mas depende de quando for o primeiro golo. A Hungria está privada de Szoboszlai e em termos criativos é um rombo nas possibilidades de chegar à baliza de Portugal. Há uma certa tensão pelo facto de Portugal defender o título e a Hungria jogar em casa. Mas Portugal é claramente mais forte e mais cedo ou mais tarde vai notar-se no resultado”, reforça o treinador.

O desejo de voltar a Portugal

Madeirense, de 25 anos, Marcelo Pap viveu e estudou em Lisboa. Durante três anos, trabalhou nos escalões de formação do Belenenses. Há dois anos, chegou a Budapeste e ingressou no Barça Academy Hungary.

Há um ano passou, a integrar a UDSE (UD Ungarisch-Deutscher). Trata-se de um clube com parceira estabelecida com o Borussia de Dortmund. Destina-se ao recrutamento de jovens jogadores talentosos na Hungria.

Apesar de se sentir bem na Hungria, Marcelo Pap assume o desejo de voltar a Portugal: “Nesta fase pandémica é difícil prever o futuro. O contexto húngaro ao nível do futebol está bastante bem. É um país seguro e onde o futebol está a funcionar. Continuar na Hungria é uma possibilidade, mas gostaria muito de voltar a trabalhar em Portugal.”

Marcelo Pap estará na Aréna Puskas, no Hungria-Portugal, às 17h00 de terça-feira, como voluntário da organização do encontro.

Também a Renascença lá estará, para o relato em direto da partida. Poderá, ainda, acompanhar o encontro ao minuto em rr.sapo.pt.

Fonte: https://rr.sapo.pt/

 

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade