Leandro e Vinicius. Futebolistas brasileiros que chegaram à seleção nacional da Hungria

por Fernando Lopes

O mundo tem vindo a mudar rapidamente e o mundo do futebol ainda o tem feito mais depressa. Assim se pode melhor perceber que Leandro de Almeida e Paulo Vinicius tenham nascido no Brasil, Leandro em Cornélio Procópio e Vinicius em São Paulo, tenham vindo jogar para a Hungria, com o tempo e a qualidade suficiente, para depois de naturalizados húngaros, jogarem pela seleção naciona da Hungria.

Leandro nasceu em 19 de março de 1982 e ainda bastante jovem foi contratado pelo MTK Hungária, tendo-se seguido entre outros clubes, o Haladás, Ferencváros e Debrecen. Depois de residir na Hungria 5 anos, naturalizou-se húngaro, tendo jogado pela primeira vez pela selecão húngara em junho de 2004, num amigável com a China.

Depois de 5 anos (2010 – 2015) a jogar no Chipre, Leandro em 2015 voltou ao seu país adoptivo para jogar de novo no Ferencváros, tornando-se campeão pelos verde e branco por 3 vezes – 2015-16, 2018-19 e 2019-20. (Já tinha sido campeão pelo Fradi na época 2003-2004). No total dos clubes húngaros onde alinhou, Leandro ganhou 7 ligas da Hungria, 6 taças e 3 supertaças. Continua ativo e ligado ao Ferencváros. Entre 2004 e 2015 jogou 16 vezes pela equipa nacional da Hungria.

Vinicius nasceu a 21 de fevereiro de 1990. Entre 2001 e 2020 foi jogador do Videoton – MOL Fehérvár e tornou-se cidadão húngaro em 10 de março de 2017. Pelo Videoton foi campeão 2 vezes, em 2014-15 e 2017-18, venceu ainda uma taça da Hungria e uma supertaça. Paulo Vinicius jogou pela seleção húngara 7 vezes, curiosamente o primeiro jogo foi em Lisboa contra a seleção de Portugal.

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade