Apostar na cultura, em tempos de incerteza

por João Miguel Henriques

Depois destes estranhos seis meses que alteraram por completo as rotinas e planos de tantas pessoas no mundo inteiro, e regressado à já minha cidade de Budapeste para recomeçar o trabalho com o entusiasmo de sempre e as ambições que a situação actual permite, é com enorme satisfação que registo a fundação do Luso Magyar News, novo e inédito fórum de informação e opinião que sem dúvida irá contribuir para aproximar ainda mais dois países com tantos e ainda desconhecidos laços entre si. Na qualidade de Leitor do Instituto Camões e responsável pelo Centro de Língua Portuguesa em Budapeste, aproveito portanto a ocasião para felicitar os “culpados” pela iniciativa e desejar os maiores sucessos a esta plataforma, num tempo em que extremismos de todo o género tendem a dificultar o acesso a informação objectiva e o exercício livre do direito à opinião.

É também com o espírito de criar pontes e ajudar a derrubar barreiras que o Centro de Língua Portuguesa do Instituto Camões em Budapeste abriu as suas portas há já mais de 20 anos, criando paredes-meias com o Departamento de Português da Universidadade Eötvös Loránd um espaço de Biblioteca aberto a qualquer pessoa que se interesse pela nossa língua, cultura e literatura. Além disto, trabalhamos igualmente, em nome da Embaixada de Portugal em Budapeste, e frequentemente em colaboração com a AICEP, na programação e realização de eventos e actividades culturais que possam dar a conhecer ao público húngaro a nossa cultura e os nossos criadores, procurando sempre que possível ir um pouco mais além dos traços e por vezes estereótipos que inevitavelmente caracterizam a imagem de Portugal aos olhos de outros países. Neste contexto, procuramos acima de tudo contar com parceiros culturais húngaros que desejem juntar as suas energias às nossas, o que tem resultado ao longo dos anos na presença na Hungria de dezenas de músicos, escritores, investigadores e artistas portugueses em festivais e eventos de considerável alcance e sucesso. Fazendo justiça ao lugar geográfico e cultural de Portugal no mundo, integramos por um lado o grupo EUNIC-Budapeste (entidade que reúne os institutos culturais europeus presentes na cidade) e trabalhamos por outro lado activamente com as Embaixadas de Angola e do Brasil na organização de eventos de promoção da nossa língua comum.

Desafio por conseguinte os leitores deste recém-criado portal a seguirem com atenção a actividade do nosso Centro de Língua Portuguesa, chamando desde já a atenção para o mês de Setembro, durante o qual a cultura portuguesa estará já bem presente na programação cultural de Budapeste e não só. Para os amantes do cinema, o início do mês oferece desde logo a oportunidade de assistir a um conjunto de curtas-metragens portuguesas, criteriosamente seleccionadas pelo  FIKE – Festival Internacional de Curtas-Metragens de Évora e integradas no programa oficial do BUSHO – Budapeste Short Film Festival. Na semana seguinte, Filipa de Castro e Carlos Pinillos, bailarinos da Companhia Nacional de Bailado, deslocam-se à Hungria para duas actuações numa Gala Internacional de Ballet, primeiro no dia 9 em Veszprém e no dia seguinte em Budapeste. Finalmente, também não podemos deixar de destacar a presença de autores portugueses no festival literário PestText, o qual irá decorrer entre os dias 22 e 26 de Setembro em diferentes locais da capital húngara. A autora e ilustradora Catarina Sobral e o escritor Ernesto Rodrigues apresentam as suas mais recentes obras traduzidas para húngaro e marcarão presença em diferentes eventos ao longo desses dias. Prefiro abrir apenas o apetite aos nossos leitores e convidar todos os interessados a seguirem-nos através das redes sociais e na nossa página oficial, de forma a obter todos os pomenores acerca destes e outros eventos relacionados com a nossa língua e cultura. Isto porque Setembro marca também o início de um novo semestre de todos os cursos de Língua Portuguesa um pouco por todo o país, muitos deles abertos não só aos estudantes universitários como também a qualquer pessoa interessada em aprender esta língua de tantas culturas e geografias.

 

www.facebook.com/institutocamoesbudapeste.clpic/

www.clpcamoes-budapeste.com/

 

Que este final de Verão, juntamente com a criação do Luso Magyar News, marque também o nascimento de novos projectos de partilha e intercâmbio cultural.

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade