Hungria: Um km de ciclovia por 750 mil euros?

por LMn

Na generalidade a construção de estradas é um investimento caro e que na Hungria também custa grandes montantes de dinheiro. Milhões de forints são gastos numa pista curta para bicicletas, e as diferenças de preço são significativas.

Como escreveu o Daily News Hungary, a auto-estrada M6 está a ser construída por 4,5 mil milhões de forints (12,5 milhões de euros).

É claro que as obras rodoviárias podem ter preços variados com base na economia, nos materiais utilizados e na alteração dos preços dos outros produtos e equipamentos necessários para a construção.

As ciclovias são mais baratas do que as estradas, mas na Hungria também podem ser muito caras, e as diferenças entre os custos são por vezes muito significativas.

Uma ciclovia em Szentendre (Distrito de Pest) custa 250 milhões de forints (706.399 euros) por quilómetro. Entre Dunakeszi e Budapeste (também Distrito de Pest), o preço foi ainda mais elevado; a ciclovia de 5,8 quilómetros foi construída por 1,114 mil milhões de forints, o que significa que quilómetro custou 200 milhões de forints (565,119 euros), escreveu o jornal Magyar Narancs.

O investimento mais caro foi a ciclovia entre Paks e Dunakömlőd (Distrito de Tolna), onde um quilómetro custou mais de 260 milhões de forints (734.655 euros), e o custo total chegou aos 663 milhões de forints (1.873.371 euros) por apenas 2,5 km.

A renovação de uma pista de bicicletas de 6,4 quilómetros entre Fertőd e a fronteira (Distrito de Győr-Moson-Sopron) custou apenas 45 milhões de forints (EUR 9.157.823) por quilómetro. O investimento foi de 293 milhões de forints (827.900 euros) no total.

Fonte: Magyar Narancs, Daily News Hungary

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade