Hungria: Presidente János Áder instou húngaros a registarem-se para a vacinação contra o Covid-19

por LMn | MTI

O Presidente János Áder instou os húngaros a registarem-se para a vacinação contra o Covid-19, sublinhando que esta é a única forma de se protegerem do vírus que “encontrará todos”, no seu último podcast ambiental do Planeta Azul na segunda-feira.

No programa, o presidente saudou o facto de o número de pessoas inoculadas na Hungria estar a aproximar-se dos 6 milhões, o que, segundo ele, aliviou o fardo dos hospitais do país e permitiu que a vida quotidiana voltasse à normalidade.

“Contudo, a próxima vaga da pandemia está ao virar da esquina e é por isso que faço o apelo a todos que ainda não foram vacinados a irem e registarem-se para obterem a sua primeira vacina desde que o curso desta doença é difícil de prever”, disse o presidente, observando que a Hungria tem reservas suficientes de vacinas Covid-19 em stock.

Falando no programa como convidado do presidente, Béla Merkely, o reitor da Universidade de Semmelweis de Budapeste, disse esperar que a nova variante Delta do vírus seja agressiva e afete mais seriamente aqueles que não receberam nenhuma vacina.

“Espero que o coronavírus desapareça um dia, mas este Outono a sua propagação irá certamente retomar na Hungria”, disse ele.

Atribuiu a situação favorável à pandemia na Hungria em comparação com outros países da Europa, em parte, devido à utilização de vacinas orientais.

O professor disse que aconselharia as pessoas com menos de 18 anos a serem inoculadas, acrescentando que o seu conselho às mulheres grávidas é que obtenham ou a vacina Pfizer ou a vacina Moderna.

Crédito da foto: Noémi Bruzák/MTI

Presidente Áder a receber a sua primeira vacina Sinopharm

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade