Hungria: Palácio Drechsler converte-se em Hotel W Budapest

por LMn

O grupo húngaro de arquitetura integrada DVM iniciou as obras de construção do Palácio Drechsler em Janeiro na Avenida Andrássy, Budapeste. O edifício é propriedade da QPR Properties, que anunciou planos para transformar o edifício no primeiro Hotel W na Hungria, W Budapeste.

O edifício foi projetado pelos arquitectos Ödön Lechner e Gyula Pártos, e foi construído entre 1883 e 1886 em estilo renascentista francês e neogótico.

O edifício protegido no local classificado como Património Mundial da UNESCO teve várias funções ao longo da sua história de 135 anos, desde usos institucionais, residenciais e de hospitalidade a importantes papéis culturais. Foi completamente abandonado durante os últimos 19 anos.

A QPR Properties mandatou o grupo DVM com a missão de construção, uma vez que a empresa é reconhecida internacionalmente pela sua abordagem arquitetónica para projecos semelhantes de restauração do património em Budapeste, incluindo o icónico Palácio Eiffel, Edifício Váci 1, Ybl Villa, Embaixada dos EUA, Banco da China e Clínicas Helvéticas.

Balázs Czár e Péter Haberl, sócios gerentes do grupo DVM, refletiram sobre os desafios que o Palácio Drechsler coloca à sua empresa de serviços integrados de construção: “A nossa tarefa não é apenas restaurar autenticamente o edifício muito deteriorado e os seus interiores, mas também prepará-lo para satisfazer os requisitos técnicos de um hotel de luxo. A proteção do património é combinada com um rejuvenescimento mecânico e elétrico significativo em todas as instalações da propriedade de 16.000 m2. Uma das duas alterações arquitetónicas mais proeminentes no edifício inclui a adição de um quinto andar, transformando o telhado num valioso espaço hoteleiro. Esta semana estamos a terminar a demolição profissional da cobertura do telhado de amianto e a remoção das vigas, e a iniciar a reconstrução do telhado complexo, complementando o desenho original Lechnerian com sistemas HVAC modernos. Vamos também converter o pátio num átrio íntimo, protegido e cheio de sol, utilizando uma superfície de vidro parabolóide hiperbólico, duplamente curvado, de última geração”.

Em nome do investidor, Farshad Khazei partilhou ideias sobre o futuro Hotel W Budapest, “W Budapest trará à capital húngara a energia magnética e o design distinto da marca. O icónico hotel oferecerá 151 quartos e suites elegantes, a assinatura W Living Room, e um restaurante fantástico. Os hóspedes que misturam trabalho e diversão serão cativados pelo espaço de conferências, reuniões e eventos, e aqueles que procuram treinos inspiradores desfrutarão do Away Spa and Fit fitness center”.

“Estou encantado por estar a trabalhar na transformação com uma excelente equipa que inclui Bánáti+Hartvig Architects, designers de interiores Bowler James Brindley, e o grupo DVM mandatado com a construção geral e desenho do plano de construção. Esperamos completar o projeto e abrir as portas de W Budapeste em 2022”, acrescentou.

Fonte: BBJ

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade