Hungria: Os novos planos para a icónica Citadela de Budapeste

por LMn

Foram concluídos os planos para um dos destinos turísticos mais importantes da capital húngara. Uma parte do desenvolvimento da Colina de Gellért visa também a renovação da Citadela.

Os planos incluem um jardim, uma piscina, uma bandeira com 35 metros de altura, um novo muro do castelo, escadas, e um terraço de vigia. O portal de notícias Telex.hu escreve que o interior da Citadela, que actualmente não é utilizado, será convertido num parque. Além disso, está também prevista a criação de um museu no interior do bastião redondo. O tema do museu será as lutas da Guerra da Independência da Hungria.

Os planos foram preparados pelo Artist Design Studio e Pakony Táj- és Kertépítész Kft. em nome do governo húngaro. A Cidadela é um Património Mundial desde 1987.

O icónico edifício divide Gellért Hill em dois, o que seria alterado pelos novos planos, uma vez que abriria uma passagem ao derrubar o muro entre o rondel ocidental (bastião circular) e os baluartes. A escadaria sul conduz a um vinhedo concebido no fundo do forte. O muro do rondel oriental seria parcialmente demolido e depois seria instalada uma escada, através da qual se chegaria à Estátua da Liberdade.

A escadaria norte liga os parques do monte Gellért e a estação de teleféricos.

Espera-se que os novos planos reforcem ainda mais a ligação visual entre a Citadela e Budapeste. Para permitir esta visão, serão construídos novos pontos de observação.

A partir do bastião norte, será possível ver a Ponte Elizabete e o lado Pest, enquanto a partir do terraço oriental, será possível admirar a Ponte da Liberdade. Do bastião sul, poderá ver Kelenföld, e do terraço do edifício do museu, poderá admirar a Ilha Margarida, o Castelo de Buda, e a Praça Széna. A oeste da carreira de tiro, poderá ver o Monte Széchenyi; a norte, o Palácio de Budavár e o lado sul do Monte Gellért. O rondel ocidental será um espaço de exposição, enquanto que o edifício sul será transformado num restaurante. Além disso, as muralhas do castelo estão a ser reconstruídas.

O projecto inclui um enorme jardim, dos quais 13.770 metros quadrados são pavimentados e 13.390 metros quadrados constituem o espaço verde, bem como um lago de 400 metros quadrados.

O  concurso público foi ganho pela empresa Lőrinc ZÁÉV Zrt. de Mészáros e pela empresa de István Garancsi, Market Zrt. Segundo o Arquitecto Chefe de Budapeste, Zoltán Erő, o plano surgiu como uma surpresa para todos, mas parece ser um desenvolvimento agradável. Ele também mencionou a importância de manter a Cidadela como reserva natural, apesar dos novos desenvolvimentos.

Além disso, a Cidadela tem desempenhado historicamente um papel importante quando serviu como base de defesa aérea para os alemães e húngaros durante o cerco soviético em 1944-45. A Cidadela tem visto muitas coisas ao longo dos anos, mas até hoje tornou-se a atracção mais popular na capital da Hungria.

 

Fonte: Telex.hu/Daily News Hungary

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade