Hungria: Ordenamento e Gestão Florestal para fazer face às alterações climáticas

por LMn | MTI

As alterações climáticas e a adaptação às mesmas são talvez o maior desafio do último século da silvicultura, disse o Ministro da Agricultura István Nagy na 8ª Conferência Ministerial sobre as Florestas Europeias, na quarta-feira, de acordo com uma declaração do Ministério da Agricultura.

O Ministro salientou que como o ritmo das alterações climáticas excede de longe a capacidade de adaptação biológica das florestas, tornou-se da maior importância ter uma gestão florestal cientificamente sólida, integrando experiência prática e baseada em intervenções ativas e dinamicamente adaptáveis. Ele acrescentou: “Nas últimas décadas, as exigências de proteção climática, conservação da biodiversidade e serviços recreativos das florestas têm-se tornado cada vez mais pronunciadas. Segundo István Nagy, intervenções adaptadas às condições locais podem assegurar a plena conservação e manutenção das florestas e dos seus serviços.

O co-ministro considera de extrema importância o papel dos profissionais florestais como integradores na gestão sustentável das florestas. A sua tarefa é conciliar as necessidades da sociedade com soluções práticas realistas e eficazes a longo prazo. Explicou que a Hungria tinha anteriormente proposto reforçar o sistema de monitorização florestal, o que é uma tarefa fundamental para uma monitorização mais precisa e coordenada dos efeitos das alterações climáticas nas florestas.

István Nagy disse ser um importante passo em frente o facto de esta proposta ter sido incluída na decisão ministerial a ser adotada em Bratislava. Globalmente, os documentos adotados na conferência esboçam uma visão sustentável para o desenvolvimento de uma gestão adaptada às alterações climáticas no domínio da gestão florestal, com a qual a Hungria concorda e se identifica, sublinhou István Nagy.

MTI

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade