Hungria: o verão febril continuou em setembro

por LMn | MTI
image_pdfimage_print

Budapeste, sexta-feira, 15 de setembro de 2023 (MTI) – O verão continuou em setembro, com os primeiros 13 dias do mês a atingirem uma média nacional de 28,3 graus Celsius durante o dia, a segunda mais elevada desde o início do século XX, informou o Serviço Meteorológico Nacional na sua página do Facebook, na sexta-feira.

O tempo de verão não terminou com o final de agosto, mas continuou em setembro, com a temperatura média dos primeiros 13 dias do mês a atingir também 20,2 graus Celsius em todo o país, a oitava mais quente desde 1901. Acrescentaram que, devido ao tempo limpo, houve grandes flutuações diárias de temperatura e o ar conseguiu arrefecer durante a noite, pelo que a média mínima de 12,7 graus Celsius não é excecional.

Na sua análise, o serviço meteorológico afirmou que a onda de calor mais significativa após 10 de setembro ocorreu em 1947. O calor foi tão persistente nessa altura que a média das máximas da segunda década de setembro, de 11 a 20 de setembro, rondou os 32 graus Celsius, quase 4 graus acima do segundo máximo registado em 2011.

As previsões atuais sugerem que as temperaturas de verão continuarão nos próximos dias e, embora não se aproximem do nível de 1947, prevê-se que o terço médio de setembro seja muito quente este ano, com temperaturas máximas médias previstas entre 27 e 28 graus Celsius, disseram.

 

 

bGK \ bki \ bpt

Foto: TASR AP

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade