Hungria, moderniza Forças Armadas

por LMn

Hungria compra armas à Alemanha no valor de 1,77 mil milhões de euros e aos Estados Unidos no montante de mil milhões de dólares

 

Conforme noticiado atempadamente pela Deutsche Welle e de acordo com o Ministério da Economia alemão, a Hungria foi, em 2019, o maior destino das armas fabricadas pela Alemanha, no valor de 1,77 mil milhöes de Eur.

Cerca de um quarto das armas exportadas pela Alemanha teve como destino a Hungria. O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, enfatizou repetidamente a necessidade de modernizar as forças armadas húngaras e, no meio do ano, noticiou-se que a Hungria iria adquirir a maior parte das armas dos alemães.

Quais foram as encomendas da Hungria?

No final de 2018, foi anunciado que a Hungria iria comprar 44 tanques pesados Leopard 2A7 + e 24 tanques Panzerhaubitze 2000 (Pzh 2000).

Em meados de julho a Ministra da Defesa da Alemanha Annegret Kramp-Karrenbauer, a convite do seu homólogo húngaro Tibor Benkö, visitou a Hungria, por ocasião da entrega dos primeiros tanques alemães Leopard adquiridos.

Por outro lado, ontem (12 de agosto), foi anunciada a intenção de compra da Hungria aos Estados Unidos no valor de mil milhões USD.

Em representação do seu governo, o Embaixador dos EUA, David Cornstein e o Ministro da Defesa húngaro Tibor Benkő anunciaram publicamente a intenção da Hungria de concluir a sua maior aquisição de armamento de defesa dos Estados Unidos, que depois de concluída, permitirá a modernização das capacidades de defesa aérea da Hungria e a substituição do atual sistema ainda do tempo da URSS.

“Esta compra proporcionará uma melhor capacidade de defesa aérea mundialmente comprovada, que contribuirá para a segurança da Hungria e da NATO”.

Com o anúncio de hoje, a Hungria comprometeu-se a trabalhar com os Estados Unidos por meio do programa Foreign Military Sales (FMS) para adquirir mísseis ar-ar de médio alcance (AMRAAM), produzidos pela empresa norte-americana Raytheon Technologies, no valor de mil milhöes de USD.

“Elogiamos o forte compromisso do governo húngaro em continuar a modernizar as forças armadas da Hungria por meio da aquisição do sistema de defesa aérea de médio alcance mais avançado do mundo, o que aumentará a capacidade da Hungria de fornecer defesa coletiva e autodefesa. Esperamos trabalhar com o nosso Aliado da NATO, Hungria, neste projeto e continuar a melhorar a nossa parceria estratégica de longo prazo”, acrescentou o embaixador norte-americano.

Fonte: 

Créditos de imagem: www.portfolio.hu/

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade