Hungria: Ministra da Justiça Judit Varga rejeita “ameaças de Bruxelas”

por LMn

O governo húngaro rejeitou firmemente que “Bruxelas possa ameaçar com sanções financeiras contra a Hungria ou qualquer outro estado que vise proteger as instituições do casamento e da família e seus papéis-chave na sociedade”, escreveu Judit Varga, Ministra da Justiça, esta sexta-feira no Facebook.

Judit Varga disse que a Hungria “não cederá à chantagem sob o pretexto de alguns argumentos nebulosos sobre o estado de direito”, reforçando o firme compromisso do governo húngaro em proteger “a instituição do casamento como uma comunidade voluntária entre um homem e uma mulher”. O governo rejeita quaisquer acusações de “identificar o nível mais alto de proteção para o casamento com a restrição dos direitos das minorias sexuais”, ela insistiu.

A Ministra criticou o comissário da UE Didier Reynders por “atacar” a introdução de uma ordem legal especial do governo húngaro em relação à epidemia de coronavírus, e disse que a UE deveria realocar fundos e disponibilizar financiamento aos Estados membros para permitir respostas rápidas.

Fonte: MTI. Crédito da foto: Zsolt Szigetváry / MTI

Ver também https://www.facebook.com/VargaJuditMinisterofJustice

 

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade