Hungria – Ministra da Família: A atual política familiar húngara em jogo nas eleições de 2022

por LMn

O apoio popular às políticas familiares do governo é muito mais amplo do que a base eleitoral do partido no poder, e se estas políticas continuarão ou não dependem das eleições gerais da próxima Primavera, disse na sexta-feira Katalin Novák, a ministra dos assuntos familiares.

Ao falar com estudantes universitários em Szeged, no sul da Hungria, Katalin Novák disse que na Hungria tinha surgido um consenso sobre a importância de apoiar as famílias. “Não há dúvida de que os jovens devem ser ajudados para que possam ter tantas crianças quantas quiserem sempre que quiserem”, disse ela durante o evento realizado num café local.

Novák referiu-se ao programa de apoio à criação de lares do governo, ao seu programa de creche destinado a ajudar os casais a alcançar um equilíbrio entre a vida profissional e a vida familiar, e às isenções fiscais para mães com quatro filhos e pessoas com menos de 25 anos, observando que 3,500-3,600 mil milhões de forints (9,5-9,8 mil milhões de euros) são destinados às famílias húngaras no orçamento de 2022, ou 6,2% do PIB, contra a média de 2,55% da OCDE. Era do interesse do país, acrescentou ela, que o governo representasse “valores cristãos nacionais” e valores familiares. A oposição, disse ela, estava a ponderar a abolição do sistema de “impostos fixos”, o que representaria um encargo adicional para as famílias.

A ministra também chamou a atenção para o reconhecimento internacional das medidas de política familiar húngara, afirmando que isto se baseava em resultados quantificáveis. O desejo de ter filhos, o número de casamentos, e o emprego de mulheres aumentou na Hungria mais do que em qualquer outro lugar, disse a Ministra.

Fonte: dailynewshungary.com https://dailynewshungary.com/family-min-current-hungarian-family-policy-at-stake-in-2022-election/

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade