Hungria: Facebook nega a ‘Manipulação’ da Página de Judit Varga Ministra da Justiça

por LMn

Depois do seu post de segunda-feira última a discutir o papel dos meios de comunicação social e das redes sociais na política e em futuras eleições, a Ministra da Justiça, Judit Varga, dois dias depois, na quarta-feira afirmou que o Facebook mudou os algoritmos, resultando numa queda abrupta nos seguidores da sua página. Em resposta à acusação da Ministra da Justiça, o Facebook insiste que não manipulou os algoritmos do site de Varga.

No seu post de segunda-feira, ela discutiu que a actividade dos media sociais poderia desempenhar um papel fundamental nas eleições de 2022, uma vez que +os políticos atingem directamente um número muito significativo de eleitores através de plataformas em linha”. Observou ainda que “embora o lado conservador tenha feito muitos progressos nesta área”, haveria muito mais para eles fazerem.

Segundo Varga, algumas horas após este post, o Facebook alterou os algoritmos da sua conta oficial, o que levou a uma queda abrupta de seguidores, “o que significa que as mensagens políticas que considero importantes também chegam a muito menos pessoas neste canal”.

No seu longo post de quarta-feira, a Ministra da Justiça também criticou as tendências de que os sites de comunicação social podem restringir o acesso ou bloquear o sector público, empresas, e indivíduos sem justificação.

“Vemos o que está a acontecer no mundo, vemos que os grupos de poder por detrás das empresas tecnológicas globais podem mesmo fazer escolhas. Não devemos ser ingénuos, devemos estar preparados para qualquer eventualidade e as operações e decisões destas empresas globais devem ser tornadas transparentes”, escreveu.

Judit Varga também mencionou que criaram o Comité da Liberdade Digital no seio do Ministério da Justiça, a fim de examinar, e se necessário, abordar tais e outras questões relevantes semelhantes.

O Facebook, contudo, nega as reivindicações do Ministro da Justiça. De acordo com a resposta do porta-voz do site de comunicação social ao HVG, eles “não tomaram qualquer medida nesta página do Facebook”.

Entretanto, como o Telex crítico do governo assinala, esta semana, a partir de agora, a página de Judit Varga no Facebook ainda recolheu os mais apreciados entre os políticos húngaros, pelo que é improvável que os algoritmos funcionem contra a sua popularidade nos meios de comunicação social.

Fonte: Hungary Today
Crédito da foto: Szilárd Koszticsák/MTI

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade