Hungria: Ericsson investe 8,3 milhões de euros em expansão de Centro I&D

por LMn | MTI

Ericsson Hungria está a implementar uma expansão de 3 mil milhões de forints (8,3 milhões de euros) do seu centro de I e D em Budapeste, utilizando uma subvenção governamental não reembolsável de 600 milhões de forints, disse na terça-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comércio, Péter Szijjártó.

O desenvolvimento do gigante sueco das telecomunicações envolvendo sistemas multimédia baseados na nuvem irá criar 200 postos de trabalho, disse ele numa conferência de imprensa.

Como resultado, engenheiros húngaros e peritos em TI irão deixar a sua marca no desenvolvimento global da indústria das TI e das telecomunicações, acrescentou.

A Ericsson tem estado presente em todos os primeiros passos dados na história das telecomunicações húngaras, disse Szijjártó.

Um dos centros de I e D globalmente importantes da empresa encontra-se em Budapeste, empregando mais de 2.000 pessoas, acrescentou ele. Ele também observou que a Ericsson já opera 85 redes 5G em todo o mundo e em breve iniciará as fases iniciais de desenvolvimento da rede 6G.

Cerca de 80 por cento das receitas da empresa resultam dos serviços exportados, o que mostra que os desenvolvimentos feitos em Budapeste são internacionalmente competitivos, acrescentou ele.

O comércio bilateral Hungria-Suécia aumentou 32% no primeiro trimestre deste ano, com mais de 700 milhões de euros de capital sueco investido na Hungria, disse ele.

Disse também que a transformação estratégica e estrutural do ensino superior da Hungria estava em curso, e cerca de 1.500 biliões de forints serão gastos no desenvolvimento universitário.

As despesas governamentais em I & D estão a aumentar 25% ao ano, acrescentou.

Fonte: MTI

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade