Hungria: energia solar. Parque de 100 megawatts está a ser construído

por LMn

Na pequena localidade de Inárcs, o grande investimento começou com a plantação de árvores.

A maior unidade solar do país até hoje, composta por dois parques solares, será construída em breve perto de Inárcs e vai fornecer eletricidade que possa abastecer anualmente, cinquenta mil residências.

De acordo com o plano aprovado, a construção dos dois parques solares de 48 megawatts cada por parte da InterWatt Kft., começa no início do próximo ano, em Inárcs e prevê-se que estejam concluídos no primeiro semestre de 2022. Será a maior instalação de energia solar até agora na Hungria. O financiamento do projeto vem de capitais próprios e crédito bancário.

Os 125 gigawatts-hora de eletricidade a produzir anualmente pelos dois parques solares atendem às necessidades anuais de energia de mais de 50.000 residências e podem evitar a emissão de quase 44.000 toneladas de dióxido de carbono.

De sublinhar que não é uma única unidade de 96 megawatts, mas duas porque, de acordo com a explicação recebida da empresa, o limite máximo para a categoria de pequenos parques é de 50 megawatts, que é a mais adequada e mais rápida para projetos verdes em termos de licenciamento. Devido aos processos de licenciamento, na Hungria, os parques de energia solar de até 0,5 megawatt são as mais populares, normalmente juntam-se 5-7 parques de 0,5 megawatt cada.

Ficamos também a saber que em Inárcs havia uma área disponível bem administrada e de tamanho adequado, que não está sob proteção da rede-natura, não tem valor histórico-cultural impeditivo e próximo, há um ponto de conexão de rede pública pelo qual o parque se pode ligar.

Outro aspecto importante, o facto do proprietário da empresa InterWatt Kft ser um residente local, que o investimento vai gerar empregos e pagar impostos locais ao município. O montante do investimento não foi divulgado.

De acordo com um estudo anterior do Centro Regional de Investigação em Economia de Energia, a produção de um megawatt de energia solar na Hungria – normalmente com unidades menores de 0,5 megawatts – requer uma área de dois a três hectares, em Inárcs chega 1, 5 hectares.

Os terrenos agrícolas de baixa qualidade que vão ser usados para os dois parques, até agora, pertenciam a uma produção agrícola monocultural em grande escala, e plantação de acácias. A empresa InterWatt, vai substituir as acácias existentes, por uma floresta de dimensão semelhante.

Para além dos regulamentos, a InterWatt vai plantar 7,5 hectares adicionais de floresta, circundar os parques solares com uma faixa florestal a pedido da comunidade local, a faixa será criada deixando as áreas florestais existentes e plantando novas.

A preparação dos solos acaba de ser iniciada numa área de 13,8 hectares com o plantio de acácias e choupos domésticos nativos. As mudas serão cuidadas por mais quatro a cinco anos pela empresa plantadora florestal contratada para a obra.

No caso do investimento, o maior desafio não foi apresentar às autoridades e conseguir o alvará oficial, mas sim informar as pessoas, os habitantes de Inárcs.

Uma série de mal-entendidos tiveram que ser esclarecidos e dissipados, como se o parque solar iria causar tempestades de vento, aumento da temperatura média na área ou do risco de raios de trovoadas.

A empresa também refutou “lendas urbanas” com medições semelhantes em parques solares próximos, de que o parque solar emite radiação eletromagnética negativa que danifica a instalação de equipamentos técnicos próximos e não pode ser operado sob a linha de alta tensão. Este último temor é infundado apenas porque a maioria das linhas aéreas de alta e média tensão operam em áreas agrícolas em toda a Europa e na Hungria e não interferem com o trabalho agrícola, e quando apropriado, com a agricultura irrigada. O cultivo agrícola pode mesmo ser feito na área do parque solar de Inárcs: espera-se que as ovelhas pastem sob os painéis e há planos de ali colocar colmeias.

Fonte: Vg.hu

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade