Hungria: Empréstimo sem juros de 10 milhões de HUF para ajudar as empresas mais vulneráveis

por LMn | MTI

Hungria: Empréstimo sem juros de 10 milhões de HUF para ajudar as empresas mais vulneráveis.

O plano de acção do governo para a reabertura e relançamento da economia inclui 10 milhões de forint (28.000 euros), empréstimos sem juros oferecidos às PMEs dos sectores mais vulneráveis, com reembolsos com moratória de três anos a fim de dar tempo para a recuperação do sector, disse o Ministro das Finanças Mihály Varga este domingo. Na Kossuth Rádió, Varga informou que o governo projecta um crescimento económico de 4-5 por cento em 2021 graças ao apoio a ser pago para a recuperação económica este ano.

M. Varga disse que durante os dois primeiros meses do ano passado, o crescimento foi de cerca de 4%, conforme planeado, e que a partir de março se seguiu uma grande recessão. A política económica da Hungria reagiu sem demora, em parte graças a um plano de acção de protecção económica já lançado no Verão de 2019, acrescentou. O governo levou muito a sério que, mesmo após o início do vírus, os investimentos não deveriam parar e, por conseguinte, forneceu cerca de 4.000 mil miliões de forints para ajudar à modernização e expansão da capacidade em várias indústrias, disse ele. Estes investimentos irão produzir resultados este ano e nos anos vindouros, acrescentou.

Além disso, disse que o governo tinha reduzido os impostos e os pagamentos de contribuições. Ele citou a redução dos encargos em alguns dos sectores mais vulneráveis e uma maior redução do imposto sobre as contribuições sociais, que, segundo ele, poderia continuar no futuro. O governo tinha projectado cerca de 1%, ou 400.000 mil miliões de forints, de défice orçamental para 2020, mas este aumentou para 8-9% em resultado da pandemia do coronavírus.

Em termos de desempenho económico, a Hungria está a meio campo entre os países da União Europeia, com uma recessão de cerca de 5-6 por cento, disse Varga. A recessão foi “brutal” em alguns países, disse, citando 11% em Espanha e acima de 8% em França.

Fonte: MTI

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade