Hungria. Covid-19: Plano do governo para vacinar os seus cidadãos

por LMn

Neste sábado à noite, o Centro Nacional de Saúde Pública da Hungria (NNK) publicou no seu sítio um excerto do plano que mostra como as autoridades húngaras estão a planear a vacinação contra o covid-19. O documento completo ainda não foi tornado público.

De acordo com o site de notícias portfolio.hu, aqueles que receberem a vacina serão cidadãos húngaros com mais de 18 anos e terão que ter um número de segurança social. Aqueles que apanharam o vírus nos últimos seis meses não receberão a vacina, independentemente de terem ou não tido sintomas. Como resultado, aqueles que foram infectados na primeira vaga serão vacinados, enquanto que aqueles que apanharam o vírus durante a segunda vaga não o receberão.

O NNK escreveu que classificaram as pessoas por ordem de prioridade porque o processo de vacinação tem dois pilares: o voluntariado e o factor de risco.

Por conseguinte, primeiro, os profissionais de saúde receberão a vacina, independentemente de terem ou não um certificado. Isto significa que todos os médicos, assistentes, profissionais de saúde, estudantes de medicina, enfermeiros, e pessoas que trabalham nas farmácias. Além disso, as pessoas que trabalham no departamento de administração de instituições de saúde ou como porteiros também se enquadram nesta categoria.

Em segundo lugar, os trabalhadores da assistência social receberão a vacina contra o coronavírus. No seu caso, o processo será organizado nas instituições de assistência social, e não terão de se registar no vakcinainfo.gov.hu.

Em terceiro lugar, as pessoas com mais de 60 anos incluídas em qualquer um dos grupos de risco virão a seguir. No entanto, terão de se registar no website vakcinainfo.gov.hu com o seu nome, local de residência, idade, número de cartão de segurança social, número de telefone, e endereço de correio electrónico. No entanto, a sua ordem de vacinação não seguirá a ordem em que se registaram – apenas o grupo de risco a que pertencem.

Em quarto lugar, os trabalhadores responsáveis pela aplicação da lei virão a seguir, os quais não terão de se registar.

Serão seguidos pelas pessoas entre os 18-59 anos de idade que pertençam a qualquer um dos grupos de risco. Terão de se registar na vakcinainfo.gov.hu.

Finalmente, aqueles que trabalham nas “infra-estruturas críticas” virão a seguir, mas não foram dados mais pormenores neste caso, seguidos por todos os húngaros entre os 18-59 anos.

Fonte: portfolio.hu/Daily News Hungary

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade