Hungria: “Comboio de ouro” exibido em Budapeste

por LMn

O comboio original foi construído em 1938 para transportar uma das mais importantes relíquias nacionais e católicas da Hungria na cidade.

A Hungria tem muitas e belas facetas que se podem descobrir. Budapeste oferece atividades suficientes para uma vida inteira, mas se estiver aqui apenas por um fim-de-semana, temos algumas dicas sobre o que precisa de ver.

O país tem uma história de mais de 1000 anos. O “pai fundador”, Santo Estêvão, o primeiro rei do estado húngaro, foi coroado em 1000. Ele é provavelmente a figura mais significativa da nação, cuja estátua robusta e elegante se pode encontrar na Praça dos Heróis.

Tudo o que ele deixou para o seu filho e para o país é uma verdadeira relíquia que precisa de ser protegida. Como a “Santa Direita” (Szent Jobb), a mão direita mumificada do Rei Estêvão que criou a fundação da Hungria que conhecemos hoje.

A nossa relíquia mais importante encontra-se atualmente na Capela de Santa Direita da Basílica de Santo Estêvão, no centro da cidade.

Houve um tempo em que se pretendia que ela circulasse na cidade sobre rodas, aproximando-a do povo. Em 1938 foi construído um comboio para que a relíquia fosse colocada numa das suas carruagens.

Infelizmente, a Segunda Guerra Mundial destruiu-o completamente, mas só depois de ter salvo o futuro do país. O lendário comboio partiu em janeiro de 1945 em direção à Áustria, embalado com o stock de ouro do Banco Nacional Húngaro de 30 toneladas, a sua reserva em moeda estrangeira, e muitos documentos chave (incluindo os que outrora pertenceram ao rei Matthias).

O nome “Comboio de ouro” provém desta heróica ação. Considerando o seu importante papel, a Santa Coroa da Hungria foi também exposta na carruagem.

Uma vez que o país celebra a fundação do Estado a 20 de Agosto, a carruagem reconstruída do comboio original, que uma vez transportou a relíquia, também é exibida. Se quiser ver uma boa parte da história húngara, pode encontrar o comboio na Praça Kossuth, mesmo atrás do Parlamento.

As obras de reconstrução duraram cinco anos. A composição parece agora quase idêntica ao desenho original. A única exceção é que cumpre as atuais regras modernas de segurança rodoviária, destaca Hello Magyar.

A partir da praça, pode ir pela Rua Alkotmány, onde se instala a chamada Városok sétánya – Passeio das Cidades, para apresentar a diversidade e a riqueza cultural da Hungria.

Fonte: DailyNewaHungary

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade