Hungria: Budapeste entre as cidades melhor para viver na União Europeia

por LMn

De acordo com as últimas estatísticas do Eurostat, Budapeste ultrapassou várias metrópoles europeias em termos de nível de vida. Vejamos como é habitável a capital húngara.

Todos os anos, o Eurostat publica dados económicos detalhados que podem ser utilizados para comparar o nível de vida em cada região da UE. Devido às grandes diferenças de preços entre os países, o Eurostat também converte os dados do PIB numa moeda fictícia, o chamado PPC (Padrão de Poder de Compra). A fim de efectuar uma comparação realista entre os países, os diferentes níveis de preços são completamente deduzidos pelo PCP e mostram o nível de vida real. Os últimos números – que foram publicados na semana passada – mostram a classificação baseada na situação em 2019; segundo a qual, Budapeste está à frente de cidades como Viena, Berlim ou Madrid.

Com este resultado positivo em 2019, Budapeste demonstra a sua determinação em tornar-se uma cidade mais habitável do que Viena. Como informa o portal de notícias húngaro Növekedés, para além da capital húngara, as grandes cidades dos países da Europa Central e Oriental estão também a ter um bom desempenho. A título de exemplo, Praga ocupa o segundo lugar, depois do Luxemburgo, o primeiro classificado; seguida de Dublin no terceiro, Bruxelas no quarto e Paris no quinto lugar.

Região PIB per capita (PPS)

  • Luxemburgo 81.000
  • Praga 63.900
  • Dublin e arredores 63.100
  • Bruxelas e arredores 63.000
  • Paris e a sua região 55.200
  • Amesterdão e arredores 53.000
  • Copenhaga e arredores 51.900
  • Estocolmo 51.900
  • Bratislava e arredores 50.400
  • Varsóvia e a sua região 49, 800
  • Bucareste e sua região 49,700
  • Budapeste 47,100
  • Viena 46,400
  • Helsínquia e arredores 45,000
  • Madrid e arredores 38,500
  • Berlim 38,200
  • Roma e sua região 34,300
  • Liubliana e arredores 33,000
  • Lisboa e arredores 32,000
  • Atenas e arredores 28,400
  • Sófia e sua região 27,700
  • Zagreb e arredores 20,500

Considerando a lista completa, Budapeste está classificada no meio do ranking, no entanto os números da província  da Hungria alcançaram resultados muito piores. Isto também mostra que Budapeste tem uma enorme predominância na economia húngara. De acordo com as novas estatísticas publicadas pelo Eurostat, a Hungria Central é a única região que excede a média da UE. A Transdanúbia Ocidental é a segunda melhor com 71% da média da UE. A Grande Planície do Norte e a Hungria do Norte são uma das regiões mais pobres da União.

Fonte: novekedes.hu; ec.europa.eu

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade