Hungria apela à presença permanente da OSCE em Transcarpathia, Ucrânia

por LMn

O Ministro dos Negócios Estrangeiros Péter Szijjártó apelou a que a missão especial da OSCE – Organização de Segurança e Cooperação na Europa se ocupasse com a situação na Ucrânia s estabelecesse uma presença permanente na Transcarpathia, onde a minoria de etnia húngara é frequentemente ameaçada fisicamente e “apoiar as minorias étnicas que continua a ser uma não é uma prioridade para a Comissão Europeia”.

Após conversações com Kairat Abdrakhmanov, o novo Alto Comissário da OSCE para as minorias, Szijjártó afirmou que “Bruxelas bateu a porta” às minorias étnicas. “A Comissão Europeia deixou claro que apoiar os migrantes ilegais é muito mais importante do que promover a causa das minorias étnicas na Europa”.

Szijjártó mostrou a sua indignação, na sequência do anúncio da Comissão (CE) de que não haveria consequências legais da iniciativa civil Minority SafePack.

“Isto é uma vergonha; uma decisão inaceitável da CE, portanto para nós, húngaros, é importante chamar a atenção de outras organizações internacionais e pedir ajuda em casos de violação dos direitos das comunidades étnicas húngaras”, disse Szijjártó.

Fonte: Página FB Szijjártó Péter/Daily News Hungary

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade