Hungria abdica de organizar Europeu de patinagem artística no gelo

por LMn | Lusa
image_pdfimage_print

O impacto da guerra na vizinha Ucrânia e a ausência de recursos financeiros levaram hoje a Hungria a renunciar à organização do Campeonato da Europa de patinagem artística sobre o gelo, previsto para janeiro de 2024.

“Devido à guerra prolongada na vizinhança do nosso país, ao seu impacto na economia e nos preços da energia afetando significativamente a organização”, a federação húngara de patinagem (Moksz) decidiu desistir de acolher o evento, previsto para Budapeste.

O organismo, que ia organizar estes europeus pela oitava vez, assumiu ainda a “falta de recursos financeiros suficientes para organizar uma competição de alta qualidade”, referindo-se à competição que vai decorrer entre 22 e 28 de janeiro.

A Hungria é um dos países que faz fronteira com a Ucrânia, nomeadamente uma faixa a nordeste do país fixada em 136,7 quilómetros de comprimento.

A União Internacional de Patinagem (ISU), que atribuiu esta organização aos magiares em 2021, já foi informada da desistência.

Budapeste já tinha organizado os europeus de patinagem artística sobre o gelo em 1895, 1909, 1955, 1963, 1984, 2004 e 2014.

Os patinadores, que este ano disputaram o Europeu em janeiro, em Espoo, Finlândia, competem em quatro eventos, nomeadamente em individual masculino e feminino, em pares e dança no gelo.

RBA // AJO

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade