Hungria: A resposta da Ministra da Justiça Judit Varga à difamação

por LMn

Chegou o momento de parar os ataques infundados e ameaçadores contra a Hungria.

A lei de protecção da criança, que foi adoptada democraticamente juntamente com os votos da oposição, foi recentemente criticada pelos principais políticos de vários Estados-Membros da UE. Muitos deles fizeram declarações rudes e antidemocráticas, ultrapassando assim a linha vermelha. Estes comentários desrespeitosos, impelidos pelo desejo de obter mais poder, provêm todos de um passado colonial há muito acreditado e de uma falsa percepção de superioridade.

Entretanto, o Parlamento Europeu pretende pressionar a Hungria com uma declaração de condenação na sua reunião desta quarta-feira, apenas porque queremos proteger os direitos das crianças e dos pais através de leis.

Até aqui e nada mais.

De acordo com a decisão do governo relativa aos ataques políticos agressivos e anti-democráticos contra a Hungria, que foi publicada esta manhã no Jornal Oficial húngaro, iremos impedir a campanha difamatória coordenada.

Na sequência da decisão governamental, portanto, vou hoje informar os actores políticos da UE, as instituições da União e os funcionários dos Estados-membros numa carta sobre o conteúdo da decisão acima referida, o conteúdo da lei de protecção da criança e a posição do governo sobre os ataques à política húngara de protecção da criança.

Já tivemos notícias caluniosas e falsas que cheguem.

Vamos esclarecer as coisas

Fonte: Página Facebook de Varga Judit

 

https://www.facebook.com/VargaJuditMinisterofJustice

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade