Hungria: A herança de Santo Estêvão sobre ataque – László Kövér

por LMn | MTI

A herança de Santo Estêvão, o Fundador da Hungria, foi atacada de uma forma sem precedentes desde a transformação pós-comunista do país, disse no domingo László Kövér, Presidente do Parlamento Húngaro.

O político Fidesz disse numa reunião da Associação do Rei Santo em Székelyszentkirály (Sancrai), na Roménia, que a cultura cristã, a identidade nacional e a soberania do país estavam “sob ataque”. Os ataques empregaram “novas tácticas” que implicam alienar as pessoas da sua comunidade natural, estado, nação, país de nascimento, fé e tradições, acrescentou.

“Forçam as pessoas a perder a sua auto-identidade e até retiram-lhes a certeza do sexo a que pertencem”, disse ele.

Kövér disse que o inimigo também era novo; não um Estado mas sim pairando acima do Estado, envolvendo “um exército de políticos que foram comprados ou chantageados, redes internacionais de agentes que se autodenominam organizações civis, empresas multinacionais, empresas de comunicação que se tornaram impérios globais e gestores de mentes ocidentais”, acrescentou.

Kövér disse que a Hungria e a Europa Central estavam entre os “campos de batalha mais ruidosos dignidade humana”. Contudo, a Hungria, tal como em 1456, 1848-49 e 1956, tem uma oportunidade de “mostrar um exemplo e permanecer digna de verdadeira liberdade”.

Fonte: MTI

Crédito da foto: Attila “, mas a “guerra” não era apenas “contra a Hungria” mas também contra “a democracia e a

Kovács/MTI

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade